Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

12/02/2020

Abeu publica entrevista com autor de livro premiado da Editora Fiocruz

A Voz do Autor Abeu

Assessoria de Comunicação/Editora Fiocruz e Abeu

O site da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu) divulgou, no dia 10 de fevereiro, entrevista com Pedro Muñoz, autor do livro Clínica, Laboratório e Eugenia: uma história transnacional das relações Brasil-Alemanha. A obra conquistou, em 2019, o primeiro lugar na categoria Ciências Sociais do 5º Prêmio Abeu.  

Publicado em 2018, em coedição com a Editora PUC-Rio, o volume é resultado de amplas pesquisas ligadas à tese de doutorado do autor. Muñoz é professor do Departamento de História da PUC-Rio e egresso do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da Casa de Oswaldo Cruz (PPGHCS/COC/Fiocruz). Bacharel em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e em História pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o autor realizou doutorado sanduíche na Freie Universität Berlin, na Alemanha. Em 2016, recebeu Menção Honrosa no Prêmio CAPES de Tese, na área de História.

Na entrevista à coluna A Voz do Autor, Pedro Muñoz falou à Abeu sobre o processo de transformação da pesquisa em livro, revelando que não foi uma mera adaptação do texto da tese. "[...], algumas coisas da tese foram excluídas e outras foram acrescentadas. O livro possui um capítulo e um item novos", informou. 

Ele abordou também os intercâmbios e colaborações científicas entre pesquisadores brasileiros e alemães na primeira metade do século XX e enalteceu a importância da premiação como incentivo às editoras universitárias. "O Prêmio Abeu é um projeto que fortalece a universidade brasileira, bem como a cultura, a ciência e a inovação no país, bases de uma sociedade melhor, menos desigual, mais diversa e mais inclusiva", afirmou. 

Os vencedores do prêmio foram anunciados em novembro do ano passado, em São Paulo. Além da primeira colocação em Ciências Sociais, a Editora Fiocruz também conquistou menção honrosa na categoria Ciências da Vida com Arquivo de um sequestro jurídico-psiquiátrico: o caso Juvenal. Escrito por Luciana Brito e lançado em 2018, o livro inaugurou a coleção Bioética e Saúde, que já conta com três obras publicadas.

Desde a primeira edição do Prêmio Abeu, em 2015, a Editora Fiocruz vem marcando presença anualmente na premiação com primeiros e segundos lugares e menções honrosas em categorias como Ciências Sociais, Ciências Humanas, Ciências da Vida e Tecnociências.      

Clique aqui para conferir a entrevista de Pedro Muñoz na íntegra.  

Voltar ao topoVoltar