Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Participantes Diálogo PenseSUS


Bia Barbosa
Jornalista, especialista em Direitos Humanos pela Universidade de São Paulo e mestre em Gestão e Políticas Públicas pela FGV/SP. Trabalhou e colaborou com diversos veículos da grande imprensa e da mídia alternativa, entre eles a Radio France Internacional, a emissora de TV Al Jazeera e a Agência Carta Maior. Coordena o escritório do Intervozes, coletivo do qual é uma das fundadoras, em Brasília. Integra a Comissão Nacional de Ética dos Jornalistas e a Executiva do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação. É coautora dos livros "A Sociedade Ocupa a TV – O caso Direitos de Resposta" (2006) e “Por uma opinião pública democrática no Brasil” (2014). É empreendedora social da Ashoka e editora do blog do Intervozes no site da revista Carta Capital.

Fernando Leite
Professor da Universidade de Brasília, doutor em Ciência da Informação. Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UnB. Atua nos tópicos: informação em ciência e tecnologia, gestão da informação e do conhecimento, planejamento e implementação de serviços de informação em ciência e tecnologia em ambiente digital, comunicação científica e acesso aberto.
 

Francini Guizardi
Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (2000), mestrado (2003) e doutorado (2008) em Saúde Coletiva pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj). Atualmente é pesquisadora em saúde pública da Fundação Oswaldo Cruz, no Laboratório de Educação, Mediações Tecnologógicas e Transdisciplinaridade em Saúde (Lemtes), da Escola Fiocruz de Governo, da Fiocruz Brasília. Compõe o Núcleo de Estudos em Democratização e Sociabilidades na Saúde (NEDSS) e o Laboratório de Pesquisas sobre Práticas de Integralidade em Saúde (Lappis). Tem experiência na área de Saúde Coletiva, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas de saúde; participação política e controle social em saúde.

João Brant
Secretário executivo do Ministério da Cultura desde fevereiro de 2015. É doutorando em Ciência Política na Universidade de São Paulo (USP) e mestre em Regulação e Políticas de Comunicação pela London School of Economics and Political Science (LSE). Graduado em Comunicação Social (rádio e televisão) pela Universidade de São Paulo (USP), foi assessor especial na Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo/SP em 2013 e 2014. Foi coordenador executivo do Intervozes – Coletivo Brasil de Comunicação Social - entre 2007 e 2013 e prestou consultoria para Unesco, Mercosul, Fundação Ford e Open Society.

Joara Marchezini
Atualmente é oficial de projetos da área de Acesso à Informação da Associação Artigo 19. Em 2012, concluiu o Máster Europeu em Acción Internacional Humanitaria pela Universidad de Deusto, na Espanha. Possui pós-graduação em Direitos Humanos e Democracia pela Universidade de Coimbra, em Portugal, e graduação em Relações Internacionais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Durante a graduação, foi bolsista da Fapesp, pesquisando a proteção internacional dos direitos humanos nos conflitos armados. Recentemente, atuou como consultora independente para a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Trabalhou com outras organizações não governamentais, como Fundación Save the Children e Amnistia Internacional Portugal.

 

Michely Ribeiro
É graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná e tem por ênfase a Psicologia Social. Atua no movimento social, visando à elaboração e estruturação de políticas de saúde pública e equidade em saúde, voltadas especialmente às mulheres, populações negras, juventudes e prevenção às DST/HIV/AIDS. Está atualmente como conselheira nacional de saúde pela Rede Lai Lai Apejo - População Negra e AIDS. Atua ainda como membro da equipe de articulação da Mobilização Nacional Pró Saúde da População Negra e é filiada da Rede Mulheres Negras (PR).

Paulo Amarante
Sua atuação acadêmica e política é voltada para os seguintes temas: reforma psiquiátrica, saúde mental, epistemologia; filosofia da ciência, políticas públicas e políticas de saúde. É Coordenador do GT de Saúde Mental e vice-presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) e ex-presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme) para a qual foi eleito Presidente Honoris causa em 06 de junho de 2015. É líder do Grupo de Pesquisas Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps) do CNPq. É professor do Programa de Mestrado Profissional em Saúde Mental da Universidade Federal de Santa Catarina e tem participado como professor convidado em universidades nacionais e estrangeiras. Membro do Fórum Permanente de Direito e Saúde da Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (Emerj). Editor Científico da Revista Saúde em Debate e Diretor de Política Editorial do Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes).

Ricardo Teixeira
É médico especialista em Saúde Coletiva e em Comunicação, desenvolvendo trabalhos de intervenção e pesquisa principalmente em Atenção Primária à Saúde, Comunicação em Rede e Inteligência Coletiva. Atualmente é professor doutor do Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Foi consultor da Política Nacional de Humanização do Ministério da Saúde por vários anos, coordenando a Rede HumanizaSUS, desde sua criação (fevereiro de 2008).

Valcler Rangel Fernandes
Graduado em Medicina pela Universidade Federal Fluminense, com especialização em Medicina Preventiva e Social pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) e em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana pelo Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana (Cesteh/ Fiocruz). Foi diretor do Departamento de Gestão Hospitalar no Rio de Janeiro (2005-2007), quando coordenou seis unidades hospitalares do Ministério da Saúde, secretário municipal de Saúde de Nova Iguaçu/RJ (2005), subsecretário de Planejamento e Orçamento do Ministério da Saúde (2003-2004) e subsecretário de Planejamento e Desenvolvimento da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (1999-2001). É vice-presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde da Fiocruz.

Valdir de Castro Oliveira
Graduado em Comunicação Social, com especialização em Comunicação e Planejamento e Comunicação Audiovisual e Meio Rural e em Comunicação Rural, com mestrado em Sociologia Rural pela Universidade Federal da Paraíba. Possui doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo e foi professor de Comunicação Rural e de Planejamento da Comunicação e professor titular da Universidade Federal de Minas Gerais. Atua nos seguintes campos: Comunicação, Participação e Mobilização Social; Mídias Comunitárias; Comunicação e Saúde e Controle social; Jornalismo. Desde 2008, é professor do Programa de Pós-Graduação em Informação e Comunicação em Saúde, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz.

Saiba mais sobre os Diálogos PenseSUS

Voltar ao topoVoltar