Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

02/04/2018

VideoSaúde divulga programação de abril


Por: Rosemary Santos (Icict/Fiocruz)

Febre amarela e outros agravos seguem como questões de saúde pública que merecem ampla visibilidade e a circulação de conteúdos qualificados. A VideoSaúde contribui para esta tarefa destacando duas produções que focalizam com didatismo, leveza e boas narrativas essas temáticas. Em Febre amarela: conheça os vetores da doença, o serviço de jornalismo do Instituto Oswaldo Cruz (Sejor/IOC) enfoca com clareza e objetividade um tema de ampla relevância e mais que atual. Já na animação Rattus Rattus, somos levados ao Rio de Janeiro de Oswaldo Cruz, em tempos de peste e febre amarela.  

Ao longo do mês de abril, o Programa VideoSaúde fala ainda do perigo do bullying, trata de questões de higiene pessoal e coletiva e conta de forma divertida a experiência de um paciente num hospital onde a alegria faz parte do tratamento. E como abril celebra o Dia do Índio, Sabedoria Baniwa rende homenagens ao trabalho dos agentes comunitários indígenas em município amazônico que abriga cerca de 23 etnias.

Conheça a programação:

02/04, segunda, 22:30 – Rattus Rattus | Febre amarela: conheça os vetores da doença

Desenho de um menino caçador de ratos

Rattus Rattus: Rio de Janeiro, 1904, Oswaldo Cruz promove intenso combate à peste bubônica. Heitor, um pequeno imigrante, descobre uma maneira inusitada de ganhar dinheiro: caçar ratos. Uma saborosa animação ambientada há mais de um século, mas cujo contexto segue presente.  

Febre amarela: conheça os vetores da doença: Pesquisadores do IOC explicam quem são os responsáveis pela transmissão da febre amarela e as diferenças entre os ciclos silvestre e urbano.

Reprises:
04/04, quarta, às 22h30,
06/04, sexta, às 22h30,
08/04, domingo, às 21h30
09/04, segunda, 22h30 - Ulceras por pressão| Higienização das mãos
 

09/04, segunda, 22h30 - Ulceras por pressão| Higienização das mãos

Médicos atendendo pacientes

Ulceras por pressão faz parte do Programa Nacional de Segurança do Paciente, lançado pelo Ministério da Saúde. Mostra como as úlceras por pressão se instalam no paciente durante internações em hospitais.

Higienização das mãos trata da importância da assepsia das mãos. As mãos podem carregar micro-organismos que causam infecções hospitalares e, assim, alguns cuidados precisam ser redobrados nas instituições de saúde.

Reprises:
11/04, quarta, às 22h30,
13/04, sexta, às 22h30,
15/04, domingo, às 21h30
16/04, segunda, 22h30 – Hospital da Alegria | Saúde no ponto

16/04, segunda, 22h30 – Hospital da Alegria | Saúde no ponto

Médicos atendendo pacientes com nariz de palhaço

Hospital da Alegria narra com o humor o atendimento de um paciente no hospital da alegria; um sujeito passa mal e é submetido aos mais divertidos procedimentos curativos numa unidade de terapia pra lá de intensiva!

Saúde no ponto fala do processo criativo e de formação em audiovisual entre trabalhadores da saúde. Curta produzido durante uma das oficinas de audiovisual promovida pelo Ponto de Cultura e Saúde Ventre Livre em Porto Alegre/RS.

Reprises:
18/04, quarta, às 22h30,
20/04, sexta, às 22h30,
22/04, domingo, às 21h30
23/04, segunda, 22h30 - Sabedoria Baniwa

23/04, segunda, 22h30 - Sabedoria Baniwa

Dois índios da amazônia

O programa apresenta o vídeo Sabedoria Baniwa, que mostra o projeto de formação do agente comunitário indígena em saúde em São Gabriel da Cachoeira, localizado no alto do rio Negro, a 853 quilômetros de Manaus (capital do estado do Amazonas), município que abriga cerca de 23 etnias.

Reprises:
25/04, quarta, às 22h30,
27/04, sexta, às 22h30,
29/04, domingo, às 21h30
30/04, segunda, 22h30 – Sem noção, zoação tem limite | Mulheres e o Mar

30/04, segunda, 22h30 – Sem noção, zoação tem limite | Mulheres e o Mar

Mulher sentada perto do mar

Em Sem noção, zoação tem limite, adolescentes, especialistas e educadores compõem um painel, por meio de suas falas, sobre o tema no ambiente escolar. Jovens contam o que pensam e sentem sobre o tema e relatam suas experiências sob a ótica de quem sofre e de quem pratica o bullying.

Mulheres e o Mar reúne depoimentos de mulheres que trabalham com mariscos na beira da Praia de Itapuã, Vila Velha, litoral do Espírito Santo. Falam de suas tradições e dos problemas que enfrentam em relação à ausência e apoio do Estado.
 
Reprises:
02/05, quarta, às 22h30,
04/05, sexta, às 22h30,
06/05, domingo, às 21h30

Como assistir

Os filmes podem ser assistidos no Canal Saúde|TV digital 2.4 Rio e Brasília|62.4 São Paulo ou no site do Canal Saúde.

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Voltar ao topoVoltar