Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Projetos da Fiocruz recebem verbas da Faperj


16/06/2005

Compartilhar:

Pesquisadores da Fiocruz receberão recursos de programa de saúde

Treze projetos de pesquisa da Fiocruz estão entre os contemplados com verbas do programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde, segundo o resultado do primeiro edital divulgado no dia 13 de junho pela Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). Ao todo, serão repassados R$ 1,444 milhão para a Instituição.

No Instituto Oswaldo Cruz (IOC), foram contemplados os projetos coordenados por Euzenir Nunes Sarno, Ada Maria de Barcelos Alves, Claude Pirmez , Denise Valle, Ricardo Galler, Sérgio Coutinho Furtado de Mendonça e Salvatore Giovanni De Simone. A Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (ENSP) receberá verbas para os projetos dirigidos por Vanda D'Acri, Simone Gonçalves de Assis e Letícia Krauss Silva.

Também foram selecionadas as propostas apresentadas por Maria Elisabeth Lopes Moreira, do Instituto Fernandes Figueira (IFF), e Célia Landmann Szwarcwald, do Centro de Informação Científica e Tecnológica (CICT). A Fiocruz participa ainda do projeto de implantação de uma rede de pesquisa em métodos moleculares para diagnóstico de doenças crônicas degenerativas e infecciosas, também escolhido pela comitê avaliador.

Uma comissão de especialistas em saúde avaliou 96 propostas dentro dos temas: pesquisa na área de avaliação e incorporação tecnológica em áreas estratégicas da saúde; análise das condições de saúde da população do estado do Rio de Janeiro; avaliação e monitoramento dos sistemas municipais de saúde e pesquisa em dengue e leishmaniose.

O programa Pesquisa para o SUS: Gestão Compartilhada em Saúde distribuirá R$ 3 milhões em verbas, sendo metade do Governo do Estado do Rio de Janeiro e o restante do Ministério da Saúde. Cerca de um terço deste orçamento será utilizado na implantação de uma rede de pesquisa em métodos moleculares para o diagnóstico de doenças infecciosas, parasitárias e crônico-degenerativas.

Confira a lista dos contemplados no site da Faperj.

Voltar ao topoVoltar