Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Programa internacional investiga determinantes sociais e ambientais da saúde


21/09/2022

Cidacs/Fiocruz Bahia

Compartilhar:

Determinantes sociais e ambientais da saúde é o principal tema de investigação de um vasto programa de pesquisa conduzido pelo Centro de Integração de Dados e Conhecimentos para Saúde (Cidacs/Fiocruz Bahia) junto com pesquisadores do Brasil, Reino Unido e Equador. Investigadores brasileiros e europeus já vinham se dedicando a realizar estudos para avaliar os impactos de políticas públicas nas desigualdades sociais em saúde no Brasil desde 2017, inclusive tendo lançado o Índice Brasileiro de Privação. A partir de 2022, com a inclusão de pesquisadores equatorianos, surge a Unidade de Pesquisa em Saúde Global do National Institute for Health and Care Research (NIHR) sobre Determinantes Sociais e Ambientais das Desigualdades em Saúde (SEDHI), que deverá ampliar o volume e a diversidade dos estudos.

“A Unidade de Pesquisa tem grande potencial de contribuir para as investigações sobre quais as políticas sociais e ambientais impactam a saúde da população e, sobretudo, nos grupos sociais que vivem em condições de maior vulnerabilidade”, explica o vice coordenador da nova Unidade, Mauricio Barreto, que também coordena o Cidacs/Fiocruz Bahia. 

Segundo ele, os estudos planejados aprofundam estudos já conduzidos no Cidacs/Fiocruz Bahia e são importantes para a comunidade acadêmica, gestores públicos, profissionais de saúde e sociedade civil para o avanço do conhecimento como para a tomada de decisões estratégicas relativas à saúde da população. Outro destaque é que ações que envolvam o engajamento de diferentes segmentos sociais nas pesquisas serão também empreendidas na iniciativa.

Os estudos e pesquisas a serem realizados têm por base o aproveitamento e integração de bases de dados nacionais que estão disponíveis. No Brasil, avaliações do impacto do programa bolsa família sobre mortalidade infantil, suicídios, doenças cardiovasculares, entre outras, têm sido conduzidos utilizando-se da Coorte de 100 Milhões de Brasileiros do Cidacs/Fiocruz Bahia. A coorte vincula dados do Cadastro Único (Cadúnico) com outras bases de dados de sistemas de informação em saúde. Novos conhecimentos relacionados às políticas sociais que impactam na redução da pobreza, na saúde e nas desigualdades sociais e da saúde continuarão a ser gerados pelos investigadores.

A cooperação de pesquisadores de outros países latinos e o trabalho multidisciplinar também devem expandir esta infraestrutura e experiência de exploração das bases de dados e das questões postas pelos investigadores da nova Unidade. “Estamos animados para começar a construção deste trabalho em uma colaboração estabelecida no Brasil e com os novos colegas no Equador”, afirma Alastair Leyland, coordenador da Unidade e professor titular na Universidade de Glasgow, na Escócia.

A Unidade de Pesquisa SEDHI foi uma entre as dez iniciativas que venceram recente competição com dezenas de outras propostas e estão sendo financiadas pelo NIHR Global Health Research Units. Cada uma delas deve se dedicar a realizar investigações estratégicas para a saúde global nos próximos cinco anos.

Voltar ao topoVoltar