Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Preservo debate patrimônio científico e cultural da Fiocruz


25/11/2022

COC/Fiocruz

Compartilhar:

Quais são os desafios para uma instituição como a Fiocruz, que detém um patrimônio de valor inestimável, reconhecido nacional e internacionalmente, constituído por acervos científicos e culturais de diferentes tipologias, sob a guarda de diversas unidades técnico-científicas? Eis a tônica das discussões do seminário Preservo - Complexo de Acervos da Fiocruz, a ser realizado nos dias 29 e 30 de novembro, no Salão de Conferências do Centro de Documentação em História da Saúde (CDHS), sede da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), no campus da Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro. O evento será transmitido ao vivo pelo YouTube da COC/Fiocruz.

Para integrar as ações dos diferentes agentes institucionais responsáveis por esse patrimônio foi criado em 2014 o Preservo - Complexo de Acervos da Fiocruz, programa institucional foi formalizado pela Política de Preservação dos Acervos Científicos e Culturais da Fiocruz, lançada em 2018. O Preservo tem como objetivo aprimorar e ampliar as ações de preservação e acesso físico e digital aos acervos científicos e culturais da instituição, além de promover uma maior integração desses acervos, constituídos por bens arquitetônicos, urbanísticos; arqueológicos, arquivísticos, bibliográficos, biológicos e museológicos.

Diretor da COC/Fiocruz e coordenador-geral do Comitê Gestor do Preservo, Marcos José Araújo Pinheiro participa da mesa de abertura do evento, que contará com a presença de Rodrigo Correa de Oliveira, vice-presidente de Pesquisa e Coleções Biológicas da Fiocruz, Priscila Ferraz, vice-presidente adjunta de Gestão e Desenvolvimento Institucional da Fiocruz e Vanessa de Arruda Jorge, coordenadora de Informação e Comunicação da vice-presidência de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz.

Durante o seminário, serão realizadas quatro mesas-redondas cobrindo vários temas relacionados aos desafios do Preservo. A primeira delas, sobre fontes de financiamento para projetos em ciência, saúde e cultura, terá participação de representantes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e da Fiocruz.

Atualmente, o Preservo conta com recursos provenientes do orçamento da própria Fiocruz, além de fomento externo, com aportes de agentes nacionais (BNDES, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPQ, Faperj) e internacionais (Getty Foundation, Canadian Conservation Institute).

A programação do seminário inclui ainda reflexões e discussões sobre preservação e digitalização, com mediação de representante da Fundação Biblioteca Nacional, e sobre acesso e difusão, mediada por convidado da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Para encerrar o evento, ocorrerá ainda uma mesa sobre o Preservo na Rede de Plataformas Tecnológicas da Fiocruz.

Confira a programação do evento no site da COC/Fiocruz

Voltar ao topoVoltar