Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

06/11/2018

Prêmio Abeu 2018: Editora Fiocruz conquista segundo lugar

O livro Novas e Velhas Faces da Violência no Século XXI: visão da literatura brasileira do campo da saúde, organizado por Maria Cecília de Souza Minayo e Simone Gonçalves de Assis, conquistou a segunda colocação na categoria Ciências Humanas do Prêmio Abeu 2018. A cerimônia de premiação, promovida pela Associação Brasileira das Editoras Universitárias, aconteceu ontem (5/11), na Cinemateca Brasileira, em São Paulo. 

A primeira colocação na mesma categoria ficou com o Dicionário da Língua de Sinais no Brasil: a Libras em suas mãos (Edusp), de Fernando César Capovilla, Walkiria Duarte Raphael, Janice Gonçalves Temoteo, Antonielle Cantarelli Martins. Em terceiro, o livro 50 Anos de Feminismo: Argentina, Brasil e Chile. A construção das mulheres como atores políticos e democráticos (Edusp), organizado por Eva Alterman Blay e Lúcia Avelar.

Esta é a quarta edição do Prêmio Abeu, que teve a curadoria de Sheila Diab Maluf, responsável pela escolha dos jurados e avaliadores das publicações que concorreram em sete categorias – Capa; Ciências Humanas; Ciências Naturais e Matemáticas; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências da Vida; Linguística, Letras e Artes; e Projeto Gráfico.

Na edição de 2017 do Prêmio Abeu a Editora Fiocruz conquistou o primeiro lugar na categoria Ciências da Vida com a publicação Brasil Saúde Amanhã: população, economia e gestão. Outros dois títulos da Editora se destacaram no ano passado na mesma categoria: Amamentação e Políticas para a Infância no Brasil: a atuação de Fernandes Figueira (1902-1928) ficou em segundo lugar e Tessituras do Cuidado: as condições crônicas de saúde na infância e adolescência recebeu menção honrosa.

Para conhecer os premiados, acesse a página da Abeu.
 

Voltar ao topoVoltar