Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

18/07/2019

Portal Fiocruz reúne produção audiovisual da Fundação


Icict/Fiocruz

A Fundação Oswaldo Cruz é um dos mais importantes espaços de criação audiovisual em saúde da América Latina. Seus acervos, distribuídos em diferentes unidades, possuem milhares de vídeos. São documentários, programas de debate, entrevistas, reportagens, filmes educativos, animações e outros tipos de materiais que lançam luz a temas das ciências e da saúde pública. Agora, grande parte desses acervos estão reunidos num único lugar: a página de "produção audiovisual" do Portal Fiocruz. Um projeto criado e desenvolvido pelo Instituto de Comunicação e Informação em Saúde (Icict/Fiocruz).  

Até o fechamento desta matéria, a página agrupava quase 5 mil títulos, todos eles em acesso aberto, ou seja, disponíveis a qualquer internauta. Esse número, porém, cresce a cada dia. Isso porque a plataforma atualiza constantemente seu acervo on-line, reunindo as produções da Fundação que são depositadas em diferentes canais do YouTube. São vídeos que trabalham em prol da divulgação científica, da educação e da comunicação pública. E que, algumas vezes, também abarcam o enlace entre arte e ciência. 

“Como a produção de material audiovisual é feita de forma descentralizada na Fiocruz, esse acervo on-line acabava ficando disperso em diferentes canais. A nova página agrega essa produção", explica o jornalista Marcelo Garcia, editor do Portal Fiocruz. "Importamos as listas de exibição dos canais e seus metadados e utilizamos processos de indexação para disponibilizar esses vídeos de forma mais integrada e facilitar a recuperação dessa produção”. Ele também destaca que o fato de a produção audiovisual ser feita por diferentes espaços, na Fiocruz, é salutar por garantir a pluralidade de seus conteúdos e abordagens.

Com a nova página, espectadores podem navegar pelo acervo audiovisual da Fundação fazendo buscas por temas, e refinando-as a partir de critérios como “tipo de vídeo”, “doença” ou “canal”. Assim, o internauta que fizer uma busca pela palavra “zika” vai encontrar 150 produções, de variados formatos e abordagens. Pode assistir, por exemplo, à edição do “Ligados em Saúde”, programa do Canal Saúde, que em 2015, no auge da epidemia, foi inteiramente voltado a esmiuçar aspectos da doença e sua relação com a microcefalia. Vídeos curtos com especialistas desmentindo boatos sobre o vírus. Ou registros de um workshop internacional e de outros eventos científicos dedicados ao tema. 

Além disso, a nova página vai facilitar o acesso a palestras, debates, rodas de conversa e eventos que acontecem diariamente nos campi da Fiocruz. Hoje, grande parte desses eventos são transmitidos on-line. E, logo em seguida, a gravação é disponibilizada no YouTube. Assim, a nova página do Portal Fiocruz vai agrupar também essas gravações, facilitando o acesso da população brasileira aos debates sobre o conhecimento científico e sobre temas relevantes para o país.

Produção audiovisual na Fiocruz

Na Fiocruz, há dois núcleos muito reconhecidos na produção audiovisual para a saúde. A VideoSaúde Distribuidora, vinculada ao Icict, é um importante pólo de pesquisa, preservação, produção, fomento e distribuição de obras audiovisuais em saúde, com três décadas de trabalho e mais de 9 mil obras no acervo. O Canal Saúde, por sua vez, é o canal de TV do Sistema Único de Saúde, que trabalha para levar aos lares brasileiros, dia a dia, programas que lidam com o conceito ampliado de saúde. Parte do rico acervo desses dois núcleos encontra-se disponibilizado no Youtube e poderá ser encontrada na nova área de Produção Audiovisual do Portal.

Além deles, as diferentes unidades da Fundação também produzem vídeos, seja em suas assessorias de comunicação, seja em inúmeros projetos. Essa produção é, em geral, publicada na plataforma de streaming, e por isso também passa a estar disponível na nova área do Portal Fiocruz, de forma ampliar e facilitar ainda mais o acesso do público. 

Navegue pela página de produção audiovisual. 

Voltar ao topoVoltar