Início do conteúdo

Pesquisadoras da Fiocruz assinam Notas Técnicas da Rede Brasileira de Mulheres Cientistas


13/05/2021

Simone Kabarite

Compartilhar:

A Rede Brasileira de Mulheres Cientistas acaba de lançar a quinta  Nota Técnica sobre o tema: A educação na pandemia e a omissão do Governo Federal. A pesquisadora da Fiocruz Piauí, Elaine Nascimento, participou do estudo, ao lado de  Angela Lucas Ethel Maciel, Flávia Biroli, Marlise Matos, Patrícia Valim, Rosângela Hilário e Sandra Gomes. A Nota destaca a falta de investimentos do governo na área, como o veto total do presidente Jair Bolsonaro ao PL 3.477/2020, que previa recursos para garantir acesso à internet para estudantes e professores da educação básica pública.

Elaine destaca a importância da Rede, formada por cientistas de instituições públicas e privadas, universidades e museus, que pensam e produzem ciência. "Nesse contexto de crise sanitária e humanitária, esse conjunto de mulheres plurais, de uma diversidade enorme, entre negras, brancas, quilombolas, trans e indígenas de várias regiões que colocam suas expertises de diversas áreas do conhecimento a serviço de um Brasil melhor, tem como propósito, para além de sensibilizar o governo, informar a população os nós que podem ser desatados no sentido de construir perspectivas, questionar e cobrar das autoridades públicas ações eficazes para responder e criar rotas para esse caos que estamos vivenciando. Essas notas têm como função também influenciar positivamente a CPI que está acontecendo no senado brasileiro", afirma.

quarta Nota Técnica teve foco na Vacinação contra a covid-19 no Brasil. Assinada pela pesquisadora da Fiocruz Margareth Dalcolmo, bem como  por Ethel Maciel, Carla Domingues, Ligia Kerr, Denise Garrett e Michelle Fernandez, o documento destaca o histórico bem-sucedido do Programa Nacional de Vacinação e a perda do seu protagonismo durante o atual governo. O estudo destaca os problemas que envolvem o atraso da vacinação no Brasil e levanta questionamentos sobre as ações do governo no atual contexto da pandemia no país, com mais de 430 mil mortos. 

A segunda nota, assinada por Denise Nacif Pimenta, Gabriela Lotta, Michelle Fernandez, Marcela Corrêa,Brunah Schall e Mariela Rocha, abordou o tema: As Profissionais do SUS durante a Pandemia de Covid-19. A pesquisa investigou as dificuldades das profissionais à frente do atendimento de saúde durante a pandemia.

A Rede tem como um dos objetivos utilizar conhecimentos, estudos e pesquisas para construir questionamentos e propor caminhos que possam contribuir na elaboração de políticas públicas que possibilitem a defesa das mulheres nesse momento de pandemia.

Fonte: Rede Brasileira de Mulheres Cientistas

Voltar ao topoVoltar