Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Pesquisadora com Projeto Inova PDJ ganha prêmio internacional


03/02/2021

Por Emerson Rocha | VPPCB

Compartilhar:

O Programa Inova Geração do Conhecimento Fiocruz começa a apresentar grandes resultados e conquistas. Um dos projetos financiados pelo programa foi agraciado com o prêmio Small Grants da Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene (RSTMH). O estudo foi realizado pela Dra. Viviane de Almeida Bastos, pós-doutoranda júnior (PDJ Inova) do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), sob a supervisão do Dr. Richard Hemmi Valente e da Dra. Ana Gisele C. Neves Ferreira, pesquisadores do Laboratório de Toxinologia do IOC. O projeto premiado envolve o estudo estrutural de inibidores naturais de toxinas de venenos de serpentes isolados do plasma do gambá sul-americano Didelphis aurita por espectrometria de massas (MS), com destaque para a moderna técnica de troca isotópica hidrogênio/deutério monitorada por MS (HDX-MS).

"O apoio do Programa INOVA foi fundamental para consolidar a técnica na instituição, uma abordagem inovadora no estudo estrutural de proteínas e de suas interações moleculares em diversos contextos biológicos relevantes. Neste projeto, pretendemos mapear as regiões das proteínas antiofídicas envolvidas com a inibição de toxinas-alvo, possibilitando o desenvolvimento de moléculas bioativas que possam ser exploradas como uma terapia complementar à administração do soro antiofídico. Vale ressaltar que a técnica de HDX-MS também pode ser aplicada para o controle de qualidade na produção de biofármacos, o que poderia gerar uma parceria entre o IOC e Biomanguinhos", afirmou Viviane.

Este prêmio é mais um reconhecimento internacional da importância da Fundação Oswaldo Cruz como uma instituição de pesquisa que investe continuamente na formação de recursos humanos capacitados e em soluções para as demandas mais urgentes de Saúde Pública global.

O que é a RSTMH?

A Sociedade Real de Medicina Tropical e Higiene (RSTMH), fundada na Inglaterra em 1907, é uma das sociedades mais respeitadas de Medicina Tropical do mundo. Desde sua fundação, a RSTMH tem contribuído estrategicamente para a saúde global por meio do fomento à pesquisa e ao desenvolvimento, além do apoio a organização de eventos, premiações científicas e disseminação de pesquisas multidisciplinares em revista científica indexada (Transactions of the Royal Society of Tropical Medicine and Hygiene e International Health).

Em 2020, a RSTMH estabeleceu uma parceria com diversas agências financiadoras (National Institute for Health Research, Department of Health and Social Care, International Trachoma Initiative e Wellcome Trust) para financiar 122 projetos de até 5.000 libras esterlinas (cerca de R$ 38.000) para pesquisadores em início de carreira. Do total de projetos aprovados, apenas quatro (3,3%) foram para candidatos sul-americanos, incluindo um único brasileiro além do projeto da Dra. Viviane.

Dentre os financiadores acima citados, o Wellcome Trust decidiu patrocinar dez projetos abordando temas na área de envenenamentos por serpentes, uma ação alinhada com as temáticas prioritárias de pesquisa da RSTMH e com o programa estratégico da Organização Mundial de Saúde (OMS) para prevenção e controle de acidentes ofídicos; desde 2017, a OMS classifica os acidentes ofídicos na categoria A (i.e., alta prioridade) de sua lista de condições de saúde negligenciadas.

Programa Inova Fiocruz

O Programa Inova Fiocruz é conduzido pela presidência da Fiocruz, por meio das Vice-presidências de Produção e Inovação em Saúde (VPPIS) e de Pesquisa e Coleções Biológicas (VPPCB), com ações articuladas com a Vice-presidência de Ensino, Informação e Comunicação (VPEIC), Vice-presidência de Ambiente e Atenção e Promoção da Saúde (VPAAPS) e Vice-presidência de Gestão e Desenvolvimento Institucional (VPGDI).
 

Voltar ao topoVoltar