Início do conteúdo

13/06/2018

Pernambuco recebe a exposição ‘Aedes: que mosquito é esse?’

Estátua grande de um mosquito do tipo aedes

Por: Fabíola Tavares (Fiocruz Pernambuco)

Aprender sobre a biologia do Aedes aegypti, identificar os focos do mosquito e distinguir os sintomas da zika, dengue e chikungunya são alguns dos conhecimentos que podem ser adquiridos com a exposição Aedes: que mosquito é esse?, aberta na manhã de hoje (12/06), no Espaço Ciência. Opção para aprender de forma interativa e com a ajuda da tecnologia, a mostra é uma iniciativa do Museu da Vida da Fiocruz, em parceria com a farmacêutica Sanofi e apoio da Rede Dengue, Zika e Chikungunya da Fundação, que coordena diversas ações integradas para o controle do Aedes na instituição.

Na atração Quintal Interativo é possível observar o ciclo de vida do Aedes aegypti. A ideia é convidar o visitante a encontrar potenciais criadouros do vetor, como caixas d’água destampadas e garrafas armazenadas incorretamente. O jogo Detetive da Dengue traz cenários com provavéis criadouros. Cabe ao participante identificá-los e tocá-los para eliminar as ameaças. Quem encontrar e bloquear mais focos ganha a partida e acumula pontos na passagem à próxima fase, com nova missão. Já com os óculos de realidade virtual os visitantes tentam seguir o mosquito dentro de uma casa ou na praça.

Outro entretenimento é a escultura da fêmea do Aedes, com mais de dois metros. Ao passar uma “lupa” por determinadas partes do inseto informações sobre o mosquito são projetadas em uma tela. A peça é criação do artista plástico Ricardo Fernandes. Com o uso dos recursos multimídia, o visitante também é instruído sobre a origem, a distribuição e a evolução dos Aedes no mundo; os vírus da dengue, zika e chikungunya e as principais pesquisas relacionadas as três arboviroses em andamento no Brasil e em diferentes países, entre outros temas.

Abertura

Com o público formado por estudantes da rede pública estadual, a abertura do evento contou com a participação do chefe de gabinete da Presidência da Fiocruz, Valcler Rangel, que representou a presidente da Fundação, Nísia Trindade; do diretor da Fiocruz Pernambuco, Sinval Brandão Filho; do chefe da divisão de vacinas da Sanofi, Richard Morales e do diretor do Espaço Ciência, Antônio Carlos Pavão.

Rangel destacou que a exposição “é uma síntese de muitas informações que estão em revistas científicas” e que as arboviroses só serão vencidas se tivermos conhecimentos sobre elas. O diretor da Fiocruz PE, Brandão Filho, lembrou que esta é a segunda parceria estabelecida entre a Fiocruz e a Sanofi para a montagem de uma exposição. A primeira foi em 2015, com enfoque na dengue. A exposição atual, que fica montada até 31 de março de 2019, aborda também zika, chikungunya e febre amarela.

Serviço

Aedes: que mosquito é esse?
Local: Espaço Ciência, situado no Complexo de Salgadinho, Olinda(PE).
Entrada: Gratuita e aberta ao público em geral.
Horários de Funcionamento: Segunda a sexta das 8h às 12h e das 13h às 17h. Finais de semana das 13h30 às 17h.
Mais informações e agendamento de visitas: (81) 3241.3226. – Espaço Ciência

Mais em outros sítios da Fiocruz

Mais na web

Voltar ao topoVoltar