Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

20/09/2018

Observatório irá monitorar a transmissão de doenças por vetores nas fronteiras


Fonte: UNB

Na próxima segunda-feira (24/9), a Fiocruz, por meio do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict), o Institut de Recherche pour le Développement (IRD), da França, e a Universidade de Brasília (UnB) lançam o projeto Observatório Transfronteiriço do Meio Ambiente, do Clima e das Doenças Vetoriais – Laboratório Internacional Misto (LMI Sentinela, na sigla em francês). A iniciativa visa promover o intercâmbio de experiências, metodologias e tecnologias voltadas para o monitoramento de doenças transmitidas por vetores na Amazônia, realizado pelos pesquisadores das três instituições. 

O projeto tem por objetivo principal criar sítios sentinela em regiões de fronteira, associados ao Observatório Nacional do Clima e Saúde, para o monitoramento de doenças transmitidas por vetores e processos ambientais, climáticos e demográficos relacionados, além de capacitar estudantes e profissionais nessa área. O lançamento ocorre partir das 9h, na Sala Multimídia do Icict/Fiocruz e o evento de abertura contará com a presença do vice-presidente de Pesquisa e Coleções Biológicas (VPPCB/Fiocruz), Rodrigo Correa de Oliveira, do diretor do Icict/Fiocruz, Rodrigo Murtinho, do diretor do IRD, Pascal Handschumacher, e da representante do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), Ilka Vilardo.   

Inicialmente, o Laboratório vai acompanhar a situação epidemiológica da malária na fronteira entre o Amapá e a Guiana Francesa. No entanto, já existem iniciativas para ampliar este espectro para outras doenças como a dengue, zika e chikungunya, bem como implantar outro sítio sentinela na fronteira entre o estado do Amazonas, a Colômbia e o Peru.

O LMI Sentinela é coordenado pelos pesquisadores Christovam Barcellos, responsável pelo Observatório Nacional de Clima e Saúde, do Laboratório de Informação e Saúde (LIS), e vice-diretor de Pesquisa, Ensino e Desenvolvimento Tecnológico, ambos do Icict/Fiocruz; Emmanuel Roux, do IRD/Espace-DEV; e Helen Gurgel, do Laboratório de Geografia, Ambiente e Saúde (Lagas/GEA) da UnB. O projeto reúne pesquisadores, engenheiros e estudantes das três instituições e de laboratórios parceiros e se insere em uma rede de cooperação pluridisciplinar e internacional.

O evento tem como objetivo divulgar as atividades em curso do LMI Sentinela, bem como identificar potenciais parcerias com outras áreas na Fiocruz. Outros seminários de lançamento vêm acontecendo nas três instituições, já tendo ocorrido um em julho passado em Montpellier, na França, e o próximo estando previsto para ocorrer na UnB, no dia 25 de setembro. A programação do evento também contará com Renaud Marti (IRD/Espece-DEV), Valérie Morel (Université d'Arras, Laboratório Discontinuités), Laura Person (CNRS, chargée de coopération Brésil et Cône Sud), Gérard Salem (Université Paris Nanterre), Luisa Iñiguez Rojas (Universidad de la Habana, Cuba) e Jose Joaquin Carvajal (Colômbia). 

O lançamento tem vagas limitadas e a Sala Multimídia está localizada no 2º andar do prédio do Icict/Fiocruz, que fica na Av. Brasil, 4.365, Manguinhos, Rio de Janeiro (RJ).  

Serviço

Evento: Seminário de lançamento do Laboratório Internacional Misto  - LMI Sentinela
Data: 24/09/2018 – 2ª feira
Horário: de 9h as 12h
Local: Sala Multimidia – 2º andar do prédio do Icict/Fiocruz – Av. Brasil, 4.365, Manguinhos, Rio de Janeiro (RJ)

Créditos

Imagem: Folder do LMI Sentinela
Cartaz digital: Vera Lúcia Fernandes de Pinho (Ascom/Icict)

Voltar ao topoVoltar