Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

09/11/2018

‘Memória institucional, política e futuro’ é tema de encontro

Antigos cientistas reunidos e a frase 1º Fórum Fiocruz de Memória

Fonte: COC/Fiocruz

O 1º Fórum Fiocruz de Memória, promovido pela Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) em parceria com a Presidência da Fundação Oswaldo Cruz, já tem novas datas: 6 e 7 de dezembro. Com o tema Memória institucional, política e futuro, o objetivo é promover a integração, o diálogo e o compartilhamento de experiências que permitam o aprimoramento de ações articuladas relacionadas à memória da Fiocruz. Na ocasião, será lançado ‘Prêmio Fiocruz de Memória’, que visa mapear, conhecer e destacar projetos que valorizam a memória da Fiocruz. Os interessados podem se inscrever até o dia 4 dezembro pelo formulário eletrônico. O evento acontece na Tenda da Ciência, no campus da Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro (Av. Brasil, 4365).

O evento reúne, além de profissionais da Fiocruz, especialistas de instituições públicas e privadas, como a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Votorantim, para o intercâmbio de conhecimento sobre a temática. Entre os destaques da programação estão as conferências Política, Memória e Poder, que será ministrada por Dulce Pandolfi, do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), e Os desafios da memória em instituições, proferida por Icléia Thiesen, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). Clique aqui e confira a programação.  

“Durante dois dias, este Fórum será um espaço aberto, inclusivo, de apresentação de ações e projetos, direcionados a mobilizar a Fiocruz para as diferentes dimensões que envolvem a memória da instituição. Teremos também um momento especial de homenagem póstuma ao pesquisador Luis Fernando Ferreira e a outras personalidades importantes que atuaram na criação da Casa de Oswaldo Cruz, unidade técnico-científica dedicada à história, preservação e à memória da Fiocruz e da saúde”, adiantou Paulo Elian, diretor da COC, lembrando que o Fórum, que seria realizado no mês de outubro, foi adiado em virtude do falecimento de Luiz Fernando, ex-presidente e pesquisador emérito da Fundação.  

Para José do Nascimento Júnior, assessor para assuntos de Memória e Patrimônio Museológico da COC e um dos organizadores do Fórum, o encontro vai permitir uma discussão conceitual, a partir de referências internas e externas, a fim de favorecer os suportes, lugares e personagens que compõem a memória da instituição. “Com o fórum, vamos estimular estas discussões, integrando e fortalecendo todas as unidades da Fundação, construindo vínculos comuns e contribuindo para a valorização deste conjunto”, destacou Nascimento. “A expectativa é que este evento contribua para a reflexão, a partir de uma agenda formulada pelos diferentes atores, para o estabelecimento de uma rede de parceiros que atuem no desenvolvimento de iniciativas de memória no âmbito da Fundação”, completou Elian. 

Nesta primeira edição, segundo Paulo Elian, o Fórum vai apresentar a diversidade de ideias que nortearam a criação do documento de referência ‘Contribuição a uma Política de Memória Institucional da Fiocruz’, elaborado pela COC. “Nesta perspectiva, a Fiocruz tem promovido um debate interno sobre a Política de Memória Institucional, que deve refletir e incorporar as diferentes visões e aspectos da Fundação, respeitando a diversidade e a complexidade da Fiocruz do século 21, dialogando também com os desafios do futuro”, ressaltou Paulo Elian.  

Confira a programação.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar