Início do conteúdo

Lançamento debate a urgência de compreender as informações sobre saúde em meio à pandemia

Livro: Literacia em Saúde

08/06/2021

Marcella Vieira/Editora Fiocruz

Compartilhar:

Como compreendemos e avaliamos as diversas informações sobre saúde que recebemos? Como podemos usar essas informações para o nosso cuidado e para o cuidado do outro? Em tempos de pandemia, essas são questões ainda mais urgentes diante do excesso de notícias, diagnósticos e assuntos relacionados à saúde que alcançam as pessoas das mais diferentes formas. É nesse contexto que a Editora Fiocruz lança Literacia em Saúde. Integrante da coleção Temas em Saúde, o livro estará disponível para aquisição a partir de 9 de junho, nos formatos impresso – via Livraria Virtual da Editora – e digital, por meio da plataforma SciELO Books

Na obra, o autor Frederico Peres e as autoras Karla Meneses Rodrigues e Thais Lacerda e Silva abordam o conceito de literacia em saúde, que está diretamente associado ao conjunto de habilidades e competências que cada indivíduo possui para buscar compreender, avaliar e dar sentido às informações sobre saúde. Para isso, os pesquisadores apresentam a trajetória do conceito e mostram como a literacia em saúde foi se constituindo, ao longo das últimas décadas, como elemento estratégico para o pensamento e as práticas relacionados ao campo da saúde em diferentes partes do mundo.  

Ao longo de quatro capítulos, o título se estrutura a partir de uma série de debates que podem apoiar os mais diversos profissionais, acadêmicos e demais interessados no tema. No primeiro capítulo, os autores trabalham com as aplicações do conceito, seja no cuidado, na vigilância ou na promoção da saúde, em situações cotidianas que podem interessar aqueles que estejam trabalhando com questões relacionadas à interface educação e saúde, à promoção da saúde ou ao cuidado na relação médico-paciente. 

Em seguida, o capítulo dois mostra como a literacia em saúde vem sendo inserida paulatinamente nas políticas de saúde em diversas partes do mundo, incluindo a incorporação do conceito às políticas de saúde nacionais. Já o terceiro capítulo é marcado pela atualidade da maior crise sanitária e humanitária dos últimos tempos: a Covid-19. Nesse contexto, os três pesquisadores debatem a possibilidade e a pertinência de considerar a literacia em saúde nas mais diversas situações que foram deflagradas no combate e no enfrentamento à pandemia, não apenas no Brasil, mas também em outras partes do mundo. 

Pandemia, infodemia, redes sociais e fake news
Diante das tantas questões suscitadas pela emergência causada pelo novo coronavírus, o volume aborda assuntos como redes sociais, infodemia (produção e disseminação de informação abundante), fake news, consumo de informações baseadas em afinidades políticas e ideológicas, além de outros debates que se colocam como fundamentais para o momento de pandemia. Os autores falam ainda sobre os vieses cognitivos e inter-relacionais que influenciam as formas como os indivíduos buscam, compreendem, avaliam e dão sentido às informações em geral – incluindo as referentes aos mais variados aspectos da saúde. Eles destacam o exemplo do chamado viés de confirmação, aquele que "determina situações nas quais o indivíduo somente avalia e dá sentido a informações que confirmem suas crenças preexistentes, que se alinhem perfeitamente ao seu pensamento ou, ainda, que sejam produzidas por fontes claramente identificadas como pertencentes ao mesmo polo a que se vinculam."

Intitulado A Literacia em Saúde no Marco da Pandemia de Covid-19, o terceiro capítulo debate ainda as aproximações entre o conceito principal do livro e os conceitos de literacia científica e de divulgação da ciência, tecnologia e saúde. "A pandemia de Covid-19 desvelou, como poucas situações o fizeram antes, a urgente necessidade de aprimorar a capacidade dos indivíduos de buscar, compreender, avaliar e dar sentido às informações sobre saúde, ciência e tecnologia. Da mesma forma, a pandemia escancarou a necessidade de mediação do amplo e diverso conhecimento sobre a Covid-19 que rapidamente se
disseminava, sobretudo nas redes sociais, aplicativos de troca de mensagens e em diferentes páginas da internet", afirmam. 

No último capítulo, os autores propõem um diálogo - em tom bastante pessoal - com o leitor, chamando a atenção para a importância da literacia em saúde nas práticas cotidianas de trabalho dos mais diversos profissionais de saúde, incluindo alunos de pós-graduação, pesquisadores e todos os indivíduos para os quais a obra pode servir como fonte de informação e de inspiração. "Esperamos que o livro seja apenas o ponto de partida para os muitos diálogos e construções feitos a partir do conceito de literacia em saúde nas suas práticas cotidianas de trabalho", destaca Frederico Peres.   

Sobre o autor e as autoras
Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Frederico Peres é mestre pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), onde atua como tecnologista sênior. É doutor em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com pós-doutorado em Saúde Ambiental e Ocupacional pela Icahn School of Medicine at Mount Sinai (Estados Unidos). É um dos organizadores de É veneno ou é remédio? agrotóxicos, saúde e ambiente, livro publicado pela Editora Fiocruz em 2003. 

Graduada em Nutrição pela Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop), Karla Meneses Rodrigues é mestre e doutora pela Ensp/Fiocruz, onde fez o pós-doutorado em Saúde Pública e atua como tecnologista.

Graduada em Fisioterapeuta pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Thais Lacerda e Silva tem mestrado profissional em Saúde Pública e Meio Ambiente pela Fiocruz e é doutora pela Ensp/Fiocruz. É analista de educação e pesquisa em saúde da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG). 

Livro integra lista de propostas aprovadas em edital para Temas em Saúde
O livro é a quinta publicação oriunda de chamada pública da Editora Fiocruz para novos títulos da coleção Temas em Saúde. Em abril de 2019, foram lançados dois editais para encerrar o ciclo de comemorações dos 25 anos da Editora. A chamada para compor a coleção recebeu 122 propostas de publicação e Literacia em Saúde foi uma das aprovadas.

➡️ Clique aqui para mais informações sobre o resultado do edital.

Sobre a coleção 
Temas em Saúde apresenta para estudantes, profissionais e público em geral panoramas sobre conceitos e conteúdos fundamentais das áreas da saúde. Em linguagem acessível, a coleção – que já conta com 31 publicações – combina informação atualizada com reflexões baseadas em recentes produções científicas apresentadas por especialistas sintonizados com o contexto sociopolítico de produção e aplicação do conhecimento em saúde.

➡️ Clique aqui para acessar o catálogo completo da coleção.

Livro | Literacia em Saúde
Editora Fiocruz | Coleção Temas em Saúde
Primeira edição: 2021
154 páginas
Preço de capa (versão impressa):  R$ 15,00
Preço e-book (versão digital): R$ 9,00

Voltar ao topoVoltar