Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

12/04/2019

IOC celebra os 30 anos da Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular


Por: Lucas Rocha (IOC/Fiocruz)*

O Programa de Pós-graduação Stricto sensu em Biologia Celular e Molecular do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) completa 30 anos de existência com a missão de formar pesquisadores com alta capacidade acadêmica e científica para atuar tanto na pesquisa como no ensino e produção nas áreas de biologia celular e molecular, farmacologia e imunologia. Com 13 linhas de pesquisa, o Programa possui conceito 7, pontuação máxima na avaliação pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). A Pós-graduação já formou mais de 1,2 mil mestres e doutores.

O evento comemorativo será realizado nos dias 25 e 26 de abril, no auditório Emmanuel Dias do Pavilhão Arthur Neiva (Av. Brasil, 4.365, Manguinhos-RJ). Não há necessidade de inscrição prévia. Entre os destaques, estão as mesas-redondas Inflamação, microbiota e infecção, que recebe o professor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Mauro Teixeira, e The Slow ‘Resolution Revolution in Cryogenic Electron Microscopy, com a presença do pesquisador Marin van Heel, do Laboratório Nacional de Nanotecnologia do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (LNNano/CNPEM). As duas atividades, que acontecem no dia 25, também contam com a participação de pesquisadores do IOC e da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), além de docentes, pós-doutorandos e egressos do Programa. 

Já no dia 26, o foco será o debate em relação aos caminhos e perspectivas dos estudantes que passaram pela Pós-graduação em diferentes períodos nos últimos anos. Integrada ao Centro de Estudos do IOC, tradicional atividade acadêmica do Instituto, o encontro será conduzido pela pesquisadora Solange Lisboa de Castro, do Laboratório de Biologia Celular do IOC, primeira egressa de doutorado do programa. Confira a programação completa no site do IOC.
 

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar