Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz recebe recursos de SP para combate a arboviroses


19/01/2018

Por: Coordenadoria de Comunicação Social/Fiocruz

Compartilhar:

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinou, nesta terça-feira (16/1), na presença da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, autorização para repasse de R$ 12 milhões, do Fundo Estadual Científico e Tecnológico (Funcet), à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Os recursos serão destinados à implantação da primeira fase do projeto de desenvolvimento e produção de dispositivos para o diagnóstico molecular de zika, dengue e chikungunya, incluindo a diferenciação entre os quatro sorotipos do vírus da dengue.

A iniciativa é um esforço conjunto entre a Fiocruz, a Universidade de São Paulo (USP), o Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto para apoiar um projeto inovador que tem por objetivo desenvolver dispositivos para diagnóstico rápido e preciso de múltiplas doenças simultaneamente, com possibilidades de aplicação em diferentes programas de saúde. Esta tecnologia, denominada lab-on-a-chip, dispensa instalações laboratoriais para sua execução, o que representa grande contribuição para as ações de vigilância epidemiológica e de referência laboratorial. Ao mesmo tempo, ao permitir diagnostico rápido e preciso, favorece uma conduta terapêutica mais efetiva já no local de atendimento aos pacientes.

Desenvolvida pela Fiocruz em parceria com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), a tecnologia constitui uma inovação em termos mundiais e contou com recursos do Funtec, concedidos em 2016 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), como uma das ações estratégicas de enfrentamento da epidemia de zika, dengue e chikungunya, no âmbito da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin).

Leia a matéria completa na Agência Fiocruz de Notícias.

Voltar ao topoVoltar