Início do conteúdo

Fiocruz promove evento que reúne produtores de vacinas


21/10/2019

Fonte: Bio-Manguinhos/Fiocruz

Compartilhar:

“Vacinas, inovações para o bem”. Com esse lema, a Rede de Produtores de Vacinas dos Países em Desenvolvimento (DCVMN, na sigla em inglês) realiza sua 20ª Reunião Geral Anual entre 21 e 24 de outubro no Sheraton, no Rio de Janeiro. O encontro dá a largada para a comemoração dos 120 anos da Fundação Oswaldo Cruz e contará com visitação aos laboratórios de produção de vacinas da Fiocruz, que fazem parte de seu Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz). 

A Reunião Anual Geral que a rede trará para o Rio de Janeiro  terá a participação de 59 especialistas do Brasil e de outros 13 países. Serão discutidos temas como os avanços tecnológicos na área, acesso equitativo a vacinas no mundo, questões regulatórias e estratégias, os desafios atuais da indústria com ênfase na atuação dos países em desenvolvimento e oportunidades de parcerias. 

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, participará do encontro por videoconferência. Estarão presentes, dentre outros, a diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e produtos farmacêuticos da OMS, Mariângela Simão; o subdiretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), Jarbas Barbosa; a diretora da Divisão de Suprimentos do Unicef, Etleva Kadilli; o CEO do GAVI Alliance, Seth Berkley; e representantes da Anvisa.

Criada em 2000, a iniciativa DCVMN abrange atualmente 50 produtores de 17 países e territórios, que fabricam e fornecem mais de 40 tipos de vacinas em diversas apresentações, totalizando 200 produtos, sendo 40 deles pré-qualificados pela OMS. O objetivo da rede é fortalecer e alavancar a produção e a inovação para atender aos desafios de saúde global com vacinas eficazes, efetivas e acessíveis para todos.

Embora a Reunião Geral Anual (AGM) seja um evento para os membros da rede, o encontro contará com a presença de mais de 300 inscritos vindos de 34 países. Estarão presentes produtores públicos e privados de países em desenvolvimento, organismos multilaterais, organizações não governamentais, fornecedores, e instituições de fomento à produção, pesquisa, desenvolvimento e inovação. 

A Fiocruz, por meio de Bio-Manguinhos, desempenha importante papel na contenção da febre amarela em nível global, tendo sua vacina pré-qualificada pela OMS desde 2001, o que a torna apta a ser adquirida pelas Agências das Nações Unidas. Desde então, mais de 160 milhões de doses foram exportadas, abrangendo mais de 70 países endêmicos.

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar