Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

20/07/2016

Fiocruz lança documentário sobre crack com debate no Viva Rio


Por: Daniela Muzi (VideoSaúde/Icict/Fiocruz)

O presidente da Fiocruz e da Comissão Brasileira Drogas e Democracia (CBDD), Paulo Gadelha, vai debater o documentário Crack, repensar (do Selo Fiocruz Vídeo / VídeoSaúde Distribuidora), que será lançado no Viva Rio na sexta-feira (29/7), a partir das 15h. Com direção de Felipe Crepker, o vídeo defende a tese de que em uma sociedade de dependentes, como a que vivemos, questões como a redução de danos, internação compulsória e regulação das drogas precisam ser revistas.

Mediado por Valcler Rangel, vice-presidente da Fiocruz, responsável pelo Programa Institucional sobre Álcool, Crack e outras Drogas da instituição, o debate sobre o filme vai incluir Christiane Sampaio, assessora técnica do programa Drogas e Saúde Mental do Viva Rio; Felipe Crepker, Rubem César Fernandes, diretor executivo do Viva Rio e membro da CBDD, e Paulo Gadelha.

No mesmo dia, a partir das 14h, Simone Gonçalves de Assis autografa seu livro Crianças, Adolescentes e Crack (da Editora Fiocruz), lançado em janeiro. A autora se baseia em duas pesquisas realizadas de 2011 a 2012 pela Fiocruz: O Desafio da Rede no Atendimento de Crianças e Adolescentes Usuários de Crack e/ou Acolhidas Institucionalmente pelo Uso do Crack dos Pais/Responsáveis, e na Pesquisa Nacional do Crack.

Sobre o documentário 

Com o prêmio de Melhor Curta Metragem pelo Júri Popular do REcine 2015 – Festival Internacional de Cinema de Arquivo (18/12), o documentário Crack, repensar (25min), produzido pelo selo Fiocruz Vídeo, aborda os motivos que levam ao uso da droga, o que pensa o usuário, proibição versus legalização, como o problema é tratado em outros países, recuperação e possíveis soluções para o enfrentamento da questão. Além disso, segue sendo exibido em festivais nacionais e internacionais como: Entre Todos, Tlanchana Fest (México), 3º Festival Internacional Cine por los Derechos Humanos (Bogotá/Colômbia), World Festival of Emerging Cinema (Trinidad e Tobago), Festival Path de documentários (São Paulo/SP) e diversos outros. 

O curta foi ideia de um dos diretores, Felipe Crepker Vieira, que resolveu convidar Rubens Passaro para uma parceria. A decisão de produzir o filme veio da forma como o tema é tratado na sociedade e da necessidade de uma grande revisão social e institucional. “O filme se propõe a uma tarefa complicada desde o início: rever o senso comum, apresentar alternativas e apontar inconsistências ao que se pensa sobre o consumo do crack”, declara Felipe. E Rubens constata: “A coragem e a naturalidade das personagens ao falarem sobre o assunto trouxeram grande potência ao documentário”.

Saiba mais sobre o filme. 

Serviço:
Lançamento do documentário Crack repensar, de Rubens Passaro, seguido de debate
Data: 29/7 (sexta-feira)
Horário: 15h
Local: Salão Pablo e Ana do Viva Rio (rua do Russel, 76, Glória - Rio de Janeiro)

*Com informações de Pâmela Liarena e Wagner Oliveira, da VideoSaúde Distribuidora, do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz).

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar