Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Evento da Fiocruz debate o cenário da imunização no Brasil


21/11/2022

Maíra Menezes (IOC/Fiocruz)

Compartilhar:

Em meio à queda dos índices de imunização, o Brasil perdeu, em 2019, o certificado de eliminação do sarampo e, atualmente, encontra-se em risco muito alto de reintrodução do poliovírus, causador da poliomielite. Diante de uma elevação de casos de Covid-19, a partir da circulação de uma nova variante, apenas 18% da população do estado do Rio de Janeiro acima de 18 anos está com todas as doses em dia, incluindo a 2ª dose de reforço. Com o objetivo de discutir o cenário da imunização no país, o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) promove o evento Vacinas: da história e cobertura vacinal à divulgação científica. A iniciativa reunirá especialistas da Fiocruz e do Programa Nacional de Imunizações, no dia 22 de novembro, a partir das 9h, no auditório do Centro Administrativo Vinícius Fonseca (Bio-Manguinhos), no campus da Fiocruz, em Manguinhos (Av. Brasil, 4.365). Interessados também poderão assistir ao evento online, via plataforma Teams

O evento tem apoio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos/Fiocruz), do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV/Fiocruz) e da Editora Fiocruz. A comissão organizadora é formada pela chefe do Laboratório de Hantaviroses e Rickettsioses do IOC/Fiocruz, Elba Lemos, e pelo pós-doutorando do mesmo Laboratório, Jorlan Fernandes.

A mesa de abertura terá a presença de Tania Santos, vice-diretora de Informação e Comunicação, do Icict/Fiocruz; Jonathan Ribeiro Farias de Moura, da coordenação-geral do Ensino Técnico de Nível Médio da EPSJV/Fiocruz; Paulo Sérgio D´Andrea, da vice-direção de Ensino, Informação e Comunicação, do IOC/Fiocruz; Maurício Zuma de Medeiros, diretor de Bio-Manguinhos/Fiocruz; Cristina Araripe, coordenadora de Divulgação Científica da Fiocruz; e Cristina Guilam, ambas da vice-presidência de Educação, Informação e Comunicação (Vpeic/Fiocruz).

A programação conta com mesa-redonda, com participação do assessor científico sênior de Bio-Manguinhos, Akira Homma, que abordará o histórico da vacinação no Brasil; da ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fantinato, que discutirá a cobertura vacinal no país; e da responsável pelo eixo de comunicação e educação do projeto Reconquista das Altas Coberturas Vacinais, Isabel Azevedo, que falará sobre divulgação científica. O projeto é uma iniciativa da Fiocruz, Ministério da Saúde e Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Também haverá exibição de vídeos sobre o tema das vacinas. Além disso, será realizado lançamento de selos comemorativos produzidos pelos Correios com base no livro Vacinas. Publicada pela Editora Fiocruz, a obra é de autoria de Jorlan Fernandes, Akira Homma e Elba Lemos, além de Natália Maria Lanzarini, pós-doutoranda do Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental do IOC/Fiocruz.

Jogos de tabuleiro

Ao final do evento, será feito o relançamento dos jogos de tabuleiro Caminhos de Oswaldo e Imune, uma parceria entre o Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e o Multimeios (Icict/Fiocruz). 

Direcionados a jovens acima de 12 anos e projetados para serem usados especialmente em escolas, os jogos de tabuleiro produzidos pelo Icict/Fiocruz têm por objetivo criar formas divertidas de aproximar adolescentes e jovens do universo da ciência, em especial da virologia e da medicina tropical. Assim, além de promover a interação social, ajudam na divulgação científica nacional e ampliam o conhecimento sobre temas como vacinas e doenças transmissíveis. 

Consulte a programação no site do IOC/Fiocruz.

Voltar ao topoVoltar