Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Especialista em saúde mental fala sobre uso do crack e internação compulsória


18/03/2013

Fonte: Informe Ensp

Compartilhar:

Um dos assuntos em pauta na sociedade atualmente diz respeito à internação compulsória dos usuários de crack que vem ocorrendo nos grandes centros urbanos. Um tema polêmico e complexo. Aliás, existe diferença entre internação compulsória e involuntária. Para esclarecer melhor tais questões, o Informe Ensp - página de notícias da Escola Nacional de Saúde Pública - entrevistou o presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme), Paulo Amarante.

O pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública, que também coordena o Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial (Laps/Ensp/Fiocruz), fala sobre o polêmico Projeto de Lei do deputado Osmar Terra, que estabelece a internação compulsória para desintoxicação e o credenciamento de comunidades terapêuticas no âmbito do Ministério da Saúde, e defende a ampliação do papel dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) para combater o que chama de retrocesso do processo de reforma psiquiátrica no país.

Leia a entrevista na íntegra.

Voltar ao topoVoltar