Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Ensp defende obrigatoriedade da rotulagem de alimentos transgênicos


09/06/2015

Fonte: Informe Ensp

Compartilhar:

A Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) se posicionou contrariamente ao fim da rotulagem de alimentos transgênicos. Segundo a unidade, o Projeto de Lei da Câmara - PLC 34/2015 de 30/04/2015 -, que está em pauta no Congresso Nacional, significa um retrocesso para a população brasileira. A escola argumenta que problemas como distúrbios hormonais, alergênicos e relacionados a ganhos e perdas de peso em vários estudos pré-clínicos (testes em animais) já foram descritos em decorrência da ingestão de alimentos transgênicos. Além disso, no que tange às sementes, a Ensp afirma que algumas culturas transgênicas necessitam de uma quantidade maior de agrotóxicos, o que é um efeito secundário importante para a saúde humana.

A Ensp sugere a leitura do artigo escrito pelo pesquisador da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, Silvio Valle, sobre a permanência da rotulagem e a participação da sociedade na enquete que está sendo realizada pelo Senado para conhecer a opinião da população sobre o fim da rotulagem dos transgênicos. 

Voltar ao topoVoltar