Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

11/06/2018

Encontro analisa o meio ambiente global e os desafios para a preservação da Amazônia (15/6)


Por: Lucas Rocha (IOC/Fiocruz)

O mês de junho é marcado pelo Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado todos os anos no dia 5. A iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) promove a conscientização sobre temas de importância para a vida no planeta, como a conservação da biodiversidade, a redução no desperdício de recursos naturais e o desenvolvimento sustentável. Para debater o tema, o Núcleo de Estudos Avançados do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) promoverá o evento Meio ambiente global e Amazônia em crise: O que fazer?, com a participação do pesquisador Paulo Eduardo Artaxo Netto, professor titular do Departamento de Física Aplicada do Instituto de Física da Universidade de São Paulo (USP), e membro do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas). O encontro acontece no dia 15 de junho, às 10h, no auditório Emmanuel Dias, do Pavilhão Arthur Neiva (campus da Fiocruz, em Manguinhos – Av. Brasil, 4.365). Haverá transmissão ao vivo, o link estará disponível no horário do evento.

Paulo Artaxo é mestre em Física Nuclear e doutor em Física Atmosférica pela USP. Trabalhou na Agência Espacial dos Estados Unidos (NASA), e nas Universidades de Antuérpia (Bélgica), Lund (Suécia) e Harvard (Estados Unidos). Atualmente, se dedica ao estudo da física aplicada a problemas ambientais, atuando principalmente nas questões de mudanças climáticas globais, meio ambiente na Amazônia, física de aerossóis atmosféricos, poluição do ar urbana, entre outros temas. Artaxo é membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), da World Academy of Sciences (TWAS) e da Academia de Ciências do Estado de São Paulo (ACIESP).

Sobre o NEA

O Núcleo de Estudos Avançados do IOC discute temas de importância para a saúde pública com a participação de convidados de diversas áreas do conhecimento. Confira a cobertura das edições anteriores.

 

Mais em outros sítios da Fiocruz

Mais na web

Voltar ao topoVoltar