Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Dia do Índio: Editora Fiocruz sugere livros e DVDs para celebrar este 19 de abril

Close de índios carregando troncos de madeira em ritual

19/04/2018

Fernanda Marques / Editora Fiocruz

Compartilhar:

A saúde indígena é uma das áreas de atuação da Editora Fiocruz. Em seu catálogo, destaca-se a coleção “Saúde dos Povos Indígenas”, que reúne estudos originais sobre os mais diversos aspectos do processo saúde-doença dos povos indígenas. Os livros da coleção têm como objetivo contribuir para a construção de enfoques teóricos e técnicos inovadores que, no tocante à saúde, possibilitem estabelecer relações socialmente mais justas entre a sociedade brasileira e os povos indígenas.

“Os povos indígenas no Brasil constituem minorias étnicas e demográficas que, não obstante, ocupam um espaço proeminente na trajetória histórica e nos ideários sobre a constituição da sociedade brasileira. Infelizmente esse locus diferenciado não tem sido acompanhado pelo devido respeito às suas particularidades socioculturais e necessidades cotidianas. A área da saúde é uma arena privilegiada para análises acerca das relações entre universos indígenas e não indígenas. É uma temática que transcende áreas do saber específicas, abrangendo teorias e métodos da antropologia, biologia, ecologia, demografia, epidemiologia, história e saúde coletiva, entre outras”, anunciam os livros que compõem a coleção. 

“Saúde dos Povos Indígenas” teve seu primeiro título publicado em 2003 e conta hoje com seis volumes. No catálogo da editora, além dos livros desta coleção, estão títulos de “História e Saúde”, e de “Vigilância alimentar e nutricional para a saúde indígena (volumes 1 e 2), em coedição com a Educação a Distância (EAD/Fiocruz). Elas, porém, encontram-se esgotadas e ainda não disponíveis em formato eletrônico. Já os livros “Demografia dos Povos Indígenas no Brasil”, “Transformação e Persistência: antropologia da alimentação e nutrição em uma sociedade indígena amazônica”, “Epidemiologia e Saúde dos Povos Indígenas no Brasil” e “Saúde & Povos Indígenas”. encontram-se em acesso aberto no Portal SciELO Livros.

Os demais livros podem ser encontrados da Livraria Virtual da Editora Fiocruz, onde também é possível adquirir DVDs que abordam a temática. São eles “Baniwa: uma história de plantas e curas” e “Ehcimakî Kirwañhe: um debate na saúde indígena”, que levam o selo Fiocruz Vídeo da VideoSaúde Distribuidora da Fiocruz. 

Por que 19 de abril é o Dia do Índio?

Em 1940, o 1º Congresso Indigenista Interamericano, reunido em Patzcuaro, no México, aprovou uma recomendação proposta por delegados indígenas do Panamá, do Chile, dos Estados Unidos e do próprio México. A recomendação propunha que os governos dos países americanos estabelecessem o Dia do Índio, data dedicada ao estudo das questões contemporâneas do índio. Sugeria ainda o dia 19 de abril para as comemorações, data em que os delegados indígenas se reuniram pela primeira vez em assembleia no Congresso Indigenista. Todos os países da América foram convidados a participar dessa celebração. E, em 1943, pelo decreto-lei nº 5.540, assinado pelo presidente Getúlio Vargas, o Brasil adotou a recomendação.

Voltar ao topoVoltar