Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras

Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

Início do conteúdo

Bancos de Leite Humano precisam de doações


14/01/2014

Por: Daniela Lessa/ Portal Fiocruz

Compartilhar:

O estoque de leite materno está em baixa no Centro de Referência Nacional e Ibero-americano para Bancos de Leite Humano, localizado no Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), no Rio de Janeiro. O instituto solicita a colaboração de mães lactantes.

A queda do estoque costuma acontecer no período de dezembro a fevereiro, já que, devido às festividades de fim de ano e às férias, muitas doadoras viajam e, com isso, a quantidade de litros de leite coletado diminui. O estado do Rio de Janeiro, por exemplo, está apresentando queda de 40% no estoque, o que representa aproximadamente 1.110 alimentações a menos por mês.

A coordenadora do programa de doação do leite no IFF, Danielle Silva, ressalta, entretanto, que a queda no estoque nesse período é nacional. “No Rio, a situação é mais grave porque a maioria dos pontos de coleta estão na capital e quem viaja não tem como doar em outro lugar; já em São Paulo é diferente: há bancos de leite em várias cidades do interior e as mulheres podem continuar a doação mesmo em viagem”

O leite materno coletado é destinado a alimentar bebês prematuros e/ou de baixo peso internados nas UTIs Neonatais durante o período de dezembro a fevereiro.

Como colaborar

As mães que desejarem colaborar devem entrar em contato pelo telefone gratuito 08000 268877 ou procurar o Banco de Leite Humano mais próximo da sua residência.

A partir desse contato, explica Danielle, é feito um cadastro e uma inscrição. A única exigência é que a mãe esteja amamentado seu próprio filho. No caso de ela estar tomando algum medicamento, isso deve ser informado para que seja verificado se é possível doar ou não. A mulher também recebe orientações e, se necessário, tratamentos para solucionar alguma dificuldade que tenha em relação à amamentação.

Uma vez cadastrada como doadora, não há necessidade de ir ao banco de leite periodicamente, pois é o banco que vai à casa da mulher uma vez por semana recolher o que foi produzido, independentemente da quantidade. O banco também é responsável por fornecer o recipiente adequado: pote de vidro com tampa de plástico.

Como doar

Os procedimentos de doação são simples:

Primeira coleta:

  • Usar o pote fornecido pelo banco de leite e, depois de concluída a coleta, colar uma etiqueta com seu nome e com a data dessa primeira coleta; e
  • colocar o pote no freezer ou congelador.

Coletas posteriores:

  • Esterelizar um copo de vidro em água fervente por 15 minutos; depois deixar secar no tempo (sem passar nenhum tipo de pano);
  • coletar o leite nesse copo; e
  • despejar o conteúdo dentro do pote em que foi feita a primeira coleta e recolocá-lo no freezer ou congelador.

Recolhimento:

Será realizado por funcionários após contato telefônico.

Voltar ao topoVoltar