Início do conteúdo

Parcerias internacionais

Bandeiras de diversos países tremulando lado a lado

As parcerias internacionais da Fiocruz são regidas por uma série de convênios. Conheça a lista dos convênios vigentes atualmente. Entre os países que participam de todo esse intercâmbio se destacam:

Norte-Sul

Na França, a Fiocruz é a única instituição brasileira integrante da Rede Mundial Pasteur que mantém projetos com a Alliance Nationale pour les Sciences de la Vie et la Santé (Aviesan), instituição local que engloba o Institut National de la Santé et de la Recherche Médicale (Inserm), o Institut de Recherche pour le Développment (IRD), o Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS) e o próprio Institut Pasteur, além de convênios com várias universidades francesas.

Nos Estados Unidos, as principais alianças se concentram no National Institute of Health (NIH), que oferece apoio financeiro a diversos projetos de pesquisa por meio de seus institutos. Também o Centers for Diseases Control and Prevention (CDC) mantém parceria com algumas unidades da Fiocruz, além de várias universidades americanas.

As agências de desenvolvimento internacional do Canadá (Cida), do Japão (Jica), e da Alemanha (GIZ) apoiam projetos tripartites da Fiocruz, com países em desenvolvimento.

Com apoio da Comissão Europeia, a Fiocruz coordena o projeto EU-LAC Health, incluindo um consórcio integrado por entidades de diversos países (Alemanha, Argentina, Brasil, Costa Rica, Espanha, Itália, México e Suiça), que visa a definição de políticas para apoio à cooperação em pesquisa e desenvolvimento (P&D).

A Fundação mantém ainda, acordos com universidades do Reino Unido, Portugal, Espanha, Austrália, Bélgica, entre outros.

Sul-Sul

As parcerias incluem predominantemente instituições de países africanos que têm o português como língua oficial (Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e São Tomé Principe), países da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e outros latino-americanos (Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guiana, Haiti, México, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela.)

Nesse âmbito, promoveu-se o estabelecimento de redes de instituições estruturantes, as quais contam com secretariado da Fiocruz e incluem: a Rede de Institutos Nacionais de Saúde (Rins), Rede de Escolas Nacionais de Saúde Pública (Resp), Rede de Escolas Técnicas de Saúde (Rets), Rede Pan-Amazônica de Ciência e Tecnologia. Além dessas, desenvolve-se amplamente a Rede de Bancos de Leite Humano (rBLH).

Voltar ao topoVoltar