Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Rede Favela - Universidade


12/06/2019

Cooperação Social da Fiocruz

Compartilhar:

Desde 2017, a Fiocruz, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e as organizações de base sociocomunitária das favelas de Manguinhos e da Maré articulam uma programação ampliada a partir dos motes da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Inspirados pelo tema Ciência para redução das desigualdades sociais (2018), as instituições vêm promovendo as rodas de conversa Universitárixs e faveladxs – Quais caminhos levam a universidade para favela e a favela para universidade? voltadas para moradores de favelas do Rio de Janeiro que tenham cursado ou estejam cursando o ensino superior - graduação ou pós-graduação -, ou pré-vestibulares comunitários em favelas.

O formato das rodas de conversa propicia a partilha e encontro dos saberes para tratar da produção acadêmica da favela e sobre a favela; do impacto do conhecimento construído por universitários de favelas nas realidades vividas nesses territórios; das barreiras educacionais, burocráticas e de discriminação racial e sua influência na saúde mental desses estudantes, entre outras pautas. A partir das rodas, também se aponta a construção de uma jornada científica de estudantes e egressos da academia com esses recortes temáticos.

A iniciativa é coordenada pela Cooperação Social da Presidência, pelo Museu da Vida da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) e pela Pró-reitoria de Extensão da UFRJ (PR-5). Na Fiocruz, conta com apoio dos setores de Cooperação Social do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), da Comissão de Responsabilidade Socioambiental de Bio-Manguinhos (Somar/Bio-Manguinhos), do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnologia em Saúde (Icict), e da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (Ensp/Fiocruz). 

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Voltar ao topoVoltar