Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Pesquisadores, gestores e sociedade debatem impactos sociais da zika (12/4)


10/04/2018

Fonte: IRR/Fiocruz Minas

Compartilhar:

Os impactos sociais da zika estarão em discussão durante o Seminário Pensando a Zika pelas lentes das Ciências Sociais: integrando ciência, políticas e sociedade civil. O evento, que será realizado na próxima quinta-feira (12/4), reúne pesquisadores, gestores de políticas públicas e serviços de saúde, bem como representantes da sociedade civil. Durante todo o dia, serão debatidos os diversos aspectos que envolvem a doença e as consequências dela para a sociedade. A abertura do evento contará com a presença da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade; da diretora da Fiocruz Minas, Zélia Profeta; do subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde da SES-MG, Rodrigo Said; e do diretor da Escola de Saúde Pública de MG, Edvalth Pereira.

Um dos temas em destaque será a vivência das famílias de crianças com síndrome congênita do zika vírus e os desafios enfrentados por elas para ter acesso aos direitos sociais e de saúde. O debate promoverá um encontro inédito, já que, pela primeira vez, dividem a mesma mesa a presidente da Associação Mães de Anjos de Pernambuco, Germana Soares, e a representante da Associação Mães de Anjos de Minas Gerais – entidade ainda em fase de criação-, Jéssica Mesquita. Também estarão presentes representantes do movimento social feminista Mulheres do Campo, que falarão sobre a saúde da mulher em outros contextos para além dos centros urbanos.

Outro aspecto a ser abordado será o programa de extensão Ativando Redes de Solidariedade, criado pela Fiocruz Minas com o objetivo de oferecer apoio à Associação Mães de Anjos de Minas Gerais. Além de atuar na articulação junto ao poder público visando à garantia dos direitos sociais dessas famílias, o programa visa desenvolver ações em diferentes esferas, como cidadania, geração de renda, entre outras. Uma das atividades, Oficina de cadeirinhas, já está marcada para o próximo sábado, dia 14/4 (mais detalhes sobre o evento estão abaixo).

Durante o seminário, serão discutidos ainda os projetos de pesquisa desenvolvidos no âmbito da Rede Zika Ciências Sociais. Também será apresentado um panorama da zika no Brasil, sob a ótica dos serviços de saúde, além das controvérsias que envolvem a questão.

O seminário acontece no auditório da Fiocruz Minas (Avenida Augusto de Lima, 1715, Barro Preto), das 9h às 17h. O evento é promovido pela Fiocruz Minas e pela Rede Zika Ciências Sociais, espaço de articulação entre pesquisadores de diversas instituições nacionais e internacionais, dedicados à compreensão dos aspectos sociais, culturais, políticos e históricos relacionados à epidemia. A Fiocruz Minas irá transmitir o evento pela internet



Oficina e roda de conversa

Já no próximo sábado (14/4), famílias de crianças com microcefalia participam de uma oficina para confecção de cadeiras adaptadas, visando oferecer melhor postura para as crianças que têm a síndrome. A atividade, promovida pela Fiocruz Minas, será conduzida por terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas.

Durante a oficina, acontece ainda uma roda de conversas, onde os familiares das crianças poderão compartilhar suas experiências e trocar informações de forma a contribuir na superação de desafios. Além das mães, também estarão presentes pesquisadores que desenvolvem projetos na área.

A oficina acontece das 13h às 18h, na Fiocruz Minas (Avenida Augusto de Lima, 1715, Barro Preto).
 
Programação:

9h às 9h40 - Mesa de abertura
Nísia Trindade Lima, Presidente da Fundação Oswaldo Cruz
Zélia Profeta, Diretora do Instituto René Rachou – Fiocruz Minas
Rodrigo Fabiano do Carmo Said Subsecretario de Vigilância e Proteção à Saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
Roberto do Nascimento Rodrigues, Presidente da Fundação João Pinheiro
Edvalth Rodrigues Pereira, Diretor da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais
 
9h50 às 11h30 - Roda de Conversa: voz e vivência das mulheres do campo e da cidade
Germana Soares, Presidente União de Mães de Anjos (UMA) de Pernanbuco
Jéssica Daniela Ferreira de Mesquita, Representante das Mães de Anjo de Minas Gerais
Maria Beatriz de Oliveira, Representante do Movimento Graal do Brasil, Articulação de Movimentos Sociais Feminista Mulheres do Campo
 
11h30 a 13h- Intervalo para almoço
 
13h às 14h- Palestra
Controvérsias e a Zika em contexto
Ilana Löwy, pesquisadora do Centre de recherche médecine, sciences, santé, santé mentale, société (Inserm-CNRS-EHESS /França)
 
14h às 15h - Palestra
A zika no Brasil
Wanderson Kleber de Oliveira, Fiocruz Brasília e Ministério da Saúde
 
15h às 15h30- Projetos no âmbito da Rede Zika Ciências Sociais
A Rede Zika Ciências Sociais: os Contextos da Epidemia de Zika no Brasil
Gustavo Correa Matta, Pesquisador da Ensp/Fiocruz – Coordenação da Rede Zika Ciências Sociais
Lenir Nasciemento da Silva – Pesquisadora da Fiocruz – Coordenação da Rede Zika Ciências Sociais
 
15h30 às 15h50- Intervalo para coffee-break
 
15h50 a 16h20 - Projetos no âmbito da Rede Zika Ciências Sociais
Movimentos Sociais Feministas e a resposta à Epidemia de Zika no Brasil
Denise Pimenta, Pesquisadora da Fiocruz Minas
João Nunes, Pesquisador e Professor da Universidade de York/Reino Unido
Maria José Nogueira, Pesquisadora da Fundação João Pinheiro
 
16h20 às 16h50- Projetos no âmbito da Rede Zika Ciências Sociais
Zika, Gênero e Cuidado
Camila Pimentel, Pesquisadora da Fiocruz Pernambuco
 
17h: Encerramento
No dia 14 de Abril de 2018, sábado, das 13h às 18h, será realizada uma oficina de produção de cadeirinhas deposicionamento com as mães de Anjo BH. Caso haja interesse em participação, entrar em contato com Berenice Freitas (berenice.diniz@minas.fiocruz.br).

Voltar ao topoVoltar