Início do conteúdo

10/08/2017

Fiocruz celebra 10 anos do curso de acesso à informação


Por: Graça Portela (Icict/Fiocruz)

Em comemoração aos 10 anos do curso Acesso à Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Acesso à ICTS), o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz) realizará no dia 14 de agosto de 2017 (segunda-feira), o seminário 10 anos do Curso de Acesso à informação em C & T em Saúde.

O evento que começa às 8h30, com um café de boas vindas aos alunos e convidados, terá mesa de abertura com Rodrigo Murtinho, diretor do Icict, Tania Santos, vice-diretora de Informação e Comunicação e Luciana Danielli, coordenadora do curso.

A seguir, haverá duas palestras, seguida por debate. A primeira é 10 anos do curso de Acesso à Informação em C&T em Saúde: atuando para qualificação da informação em saúde, ministrada por Luciana Danielli e a segunda O papel da Competência Informacional para a formação permanente em saúde, com o pesquisador e professor da UniRio, Alberto Calil Junior.

Dez anos de construção
Nesses 10 anos 166 alunos foram capacitados, número que parece pequeno, mas que mostra o nível de qualificação do curso.  “O ensino se destaca por ter uma atualização constante dos conteúdos programáticos e pela diversidade de instituições e órgãos de pesquisa – públicos e privados – representados por alunos multidisciplinares. O futuro do curso oferecido já está planejado: promover a capacitação permanente e a atualização dos conteúdos educacionais de acordo com as necessidades e demandas da área de saúde”, afirma Luciana Danielli.

Para a coordenadora do curso, todo o trabalho realizado é motivo de orgulho. “O orgulho do trabalho desenvolvido durantes esses 10 anos tem sido estabelecer o desenvolvimento de habilidades e atitudes no processo de ensino-aprendizagem ao longo da vida profissional e pessoal de alunos e docentes do curso”, ressalta.

Durante o evento, será realizada uma homenagem especial à trabalhadora da Gestão Acadêmica (Gestac) do Icict, Tonia Cenzi. Finalizando as atividades da manhã, às 11h30 haverá a abertura oficial do curso e, às 13h, a primeira aula que será realizada na sala 710, do Prédio da Expansão do Campus da Fiocruz.

A cerimônia de comemoração e o seminário acontecem no Icict, que fica no campus Fiocruz da Av. Brasil, 4.365, Manguinhos, no Rio de Janeiro. Devido a limitação de lugares, os interessados deverão se inscrever no site de eventos do Instituto, para isso, clique aqui. Será fornecido certificado de participação no seminário.

Competência informacional
Para falar sobre competência informacional e informação em saúde, o Icict entrevistou o pesquisador Alberto Calil Junior:

Qual o papel da competência informacional para a formação permanente em saúde?
A noção de competência informacional ilumina uma faceta da biblioteca que por vezes se encontra esquecida ou escondida, falo da função educativa da biblioteca e do bibliotecário. A biblioteca precisa fazer parte do cotidiano da população e uma das formas é justamente sendo um dos atores nos processos de formação continuada, nos mais diversos campos, incluindo aqui a área da saúde.

O senhor trabalha com duas linhas de pesquisa: "Organização e representação do conhecimento" e "Biblioteconomia, cultura e sociedade". Como esta última se relaciona com a informação em saúde?
A linha de pesquisa a qual você se refere é uma do mestrado em Biblioteconomia da UNIRIO, e os estudos desenvolvidas pelos pesquisadores vinculados a referida linha de pesquisa buscam refletir sobre as práticas de informação dos sujeitos em diferentes contextos. Nesse sentido, a informação em saúde se coloca como um importante objeto de estudo, considerando a sua importância para a garantia da saúde como um direito, em nossa sociedade.

Qual o impacto das mídias sociais e do ciberespaço na informação em saúde?
Respondo a essa questão com outra pergunta: qual (is) setor (es) da vida contemporânea não sofreram algum impacto do advento da internet (e das tecnologias decorrentes)? As formas de apropriação das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) modificaram e continuam modificando as nossas práticas cotidianas, particularmente as práticas de informação. Uma das transformações que podemos citar está no campo da produção e disseminação de conteúdos. Hoje, o conteúdo que é produzido (independente das origens, qualidade) é facilmente disponibilizado e acessado e, nesse sentido, a construção de habilidades informacionais é urgente.

A UNIRIO é uma das mais tradicionais universidades com curso de biblioteconomia. Como o senhor vê a iniciativa do Icict com o curso de atualização/especialização em Acesso à Informação em Ciência e tecnologia?
Toda e qualquer iniciativa visando a formação continuada e a produção de olhares reflexivos e críticos é essencial e indispensável para a construção e fortalecimento do pensamento biblioteconômico, quiçá em um momento de transformações nas políticas públicas, com indícios de mudanças em relação as políticas sociais e a noção de bem público.

Voltar ao topoVoltar