Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

Coleções biológicas

As coleções biológicas são conjuntos de organismos, ou partes destes, organizados de modo a fornecer informações sobre a procedência, coleta e identificação de cada um de seus espécimes. Na Fiocruz, as coleções mais antigas começaram a ser compostas no início do século 20, quando, durante as expedições científicas, pesquisadores da instituição coletaram, analisaram e depositaram material biológico de diferentes regiões do Brasil. Atualmente há 31 coleções reconhecidas institucionalmente que contam com o apoio da Fiocruz para sua manutenção e salvaguarda.

Elas são divididas em quatro categorias: coleções microbiológicas, coleções zoológicas, coleção histopatológica e coleção de botânica. Os exemplares revelam a biodiversidade genética de arqueias, bactérias, fungos, protozoários, helmintos, insetos, moluscos de importância médica e ambiental, amostras histopatológicas humanas e animais, assim como exsicatas — amostras secas e prensadas — de vegetais de uso medicinal. Constituem a memória epidemiológica e o registro de variações ocorridas em agentes etiológicos ao longo do tempo. Representam as populações genéticas de organismos relacionados a pesquisas em saúde pública e acervos microbiológicos com várias potencialidades para a biotecnologia. Como fontes de recursos genéticos, as coleções biológicas da Fiocruz oferecem produtos e serviços qualificados para aplicações em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P,D & I), que incluem, por exemplo, a produção de insumos para diagnóstico, vacinas e medicamentos.

Para conhecer mais sobre a Gestão das Coleções Biológicas na Fiocruz, clique aqui.

Voltar ao topoVoltar