Início do conteúdo

09/12/2015

Selo Fiocruz Vídeo lança novos títulos

 Foto com as capas dos vídeos lançados

Por: Daniela Muzi (Icict/Fiocruz)

O selo Fiocruz Vídeo lança cinco novos títulos produtos do Edital Fiocruz Vídeo – 2013, linha de fomento e incentivo à produção independente de audiovisuais em saúde da Fiocruz. O segundo concurso, diferentemente do primeiro, sugeriu temas preferenciais como doenças negligenciadas, história da saúde pública, saúde da mulher e da criança e saúde mental. Ao todo foram 47 projetos inscritos, 25 do Rio de Janeiro, 12 de São Paulo, três de Minas Gerais, dois de Santa Catarina, três do Rio Grande do Sul e dois de Brasília. Cinco projetos, dois do Rio de Janeiro e três de São Paulo, foram selecionados.

Pacientes, ex-pacientes e profissionais de saúde relatam os sintomas, as formas de contágio e as formas de tratamento no documentário Diários de Tuberculose – epidemia oculta (50 min), de Andre Di Kabulla e Ieda Rozenfeld. A equipe do filme viaja pelo país para mostrar os determinantes sociais que contribuem para a transmissão da tuberculose, classificada como doença negligenciada.

A história da saúde pública ganha duas versões em animação dirigidas para diferentes públicos. A série Mudando o mundo (18 min), de Carla Gallo e Cesar Cabral, tem o público infantil como foco. Em uma sala de aula, brinquedos e objetos ganham vida para ajudar a contar a história de descobertas científicas na área da saúde que ajudaram a mudar o mundo. Com linguagem voltada ao público juvenil, A história da saúde pública no Brasil – 500 anos na busca de soluções (17 min), de Sylvia Jardim, faz um passeio pela história da saúde pública no Brasil Colônia, Brasil Império e Brasil República, marcando seus avanços e desafios.

O documentário Parir é natural (26 min), de Silvio Tendler, apresenta depoimentos de mulheres que viveram a experiência do parto e o posicionamento de profissionais de saúde especialistas em parto e nascimento com o intuito de ampliar a discussão sobre a banalização da cesárea e todas as suas consequências.

O tema da saúde mental é abordado em Crack, repensar (25 min), de Felipe Crepker Vieira e Rubens Passaro. O documentário, que reúne usuários, ex-usuários, especialistas em saúde pública, acadêmicos, gestores e profissionais que atuam na promoção da justiça, promove um debate sobre como conviver com as drogas levantando questões como a redução de danos, internação compulsória e regulação das drogas. 

A Editora Fiocruz participa da iniciativa do selo Fiocruz Vídeo, que visa a democratizar o acesso ao conhecimento em saúde pública por meio da difusão de audiovisuais. Os DVDs que levam o selo podem ser adquiridos, a baixo custo, na própria Editora. Para mais informações, acesse a página da Fiocruz Vídeo.

Voltar ao topoVoltar