Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Solicitar diagnóstico de referência em hepatite C - Fiocruz IOC/RJ

Solicitar diagnóstico de referência em hepatite C - Fiocruz IOC/RJ
1
Descrição

O Laboratório de Hepatites Virais (LAHEP) atua como Laboratório de Referência Nacional para o Diagnóstico das Hepatites Virais desempenhando um importante papel referencial junto ao Ministério da Saúde e aos demais laboratórios regionais de Saúde Pública na vigilância epidemiológica e laboratorial das infecções causadas pelos vírus da hepatites A, B, C, D e E.

Entre as atividades desenvolvidas está a realização dos diferentes testes sorológicos e moleculares específicos para cada um dos cinco vírus que causam doenças hepáticas, esclarecimentos de resultados discrepantes ou inconclusivos, bem como sequenciamento do genoma viral para esclarecimento de eventuais surtos e na caracterização das cepas circulantes no país. A atuação do LAHEP destaca-se também na prestação de serviços de assistência clínica ambulatorial no atendimento de pacientes no Ambulatório de Hepatites Virais, exercendo ação referencial no diagnóstico precoce dos casos agudos e no atendimento de gestantes com hepatite viral, junto à rede Municipal de Saúde.

Hepatite C (HCV)

Sua transmissão ocorre, principalmente, por via parenteral. É importante ressaltar que, em um percentual significativo de casos, não é possível identificar a via de infecção.

São consideradas populações de risco acrescido para a infecção pelo HCV por via parenteral: indivíduos que receberam transfusão de sangue e/ou hemoderivados antes de 1993; pessoas que usam drogas injetáveis (cocaína, anabolizantes e complexos vitamínicos), inaláveis (cocaína) ou pipadas (crack), e que compartilham os respectivos equipamentos de uso; pessoas com tatuagem, piercings ou que apresentem outras formas de exposição percutânea (por exemplo, consultórios odontológicos, clínicas de podologia, salões de beleza, etc., que não obedecem às normas de biossegurança).

A transmissão sexual é pouco frequente – menos de 1% em parceiros estáveis – e ocorre, principalmente, em pessoas com múltiplos parceiros e com prática sexual de risco (sem uso de preservativo), sendo que a coexistência de alguma IST, inclusive o vírus da imunodeficiência humana (HIV, do inglês human immunodeficiency virus), constitui um importante facilitador dessa transmissão.

Marcadores realizados : anti - HCV, anti-HCV Imunoblot, HCV-RNA quantitativo.

Produto final: resultado de exame em material biológico.

 

 

Instruções para atendimento
É necessário possuir cadastro no GAL e seguir instruções contidas no Guia de Vigilância em Saúde - Segunda edição, volume único- 2017 .
Solicitantes
  • Requisitos necessários para este solicitante acessar o serviço: 
    As amostras podem ser encaminhadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN) de cada estado da federação, por Instituições de saúde públicas ou secretarias de saúde tanto estaduais quanto municipais, após cadastro da solicitação do exame no sistema GAL (sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial) pelo remetente. Em casos de surto entrar em contato por e-mail ou telefone para verificar como enviar amostras.
    Os seguintes casos receberão prioridade na prestação do serviço: 
    Terão prioridade no atendimento casos graves e esclarecimento diagnóstico de surtos.
Etapas do serviço
Cadastrar a solicitação do exame no sistema GAL (sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial) .

Documentação necessária

Todos

  • Ficha de Notificação SINAN.
  • Relatório clínico do paciente
  • Ficha do GAL

Canais de atendimento

Todos

  • Sistema Informatizado
    Cadastro do exame solicitado no GAL (sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial)
A amostra deve ser enviada para central de recebimento de amostra (CRA) do INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde), localizado no Campus da Fiocruz em Manguinhos, Rio de Janeiro.

Documentação necessária

Todos

  • Formulário do SINAN.
  • Ficha epidemiológica.
  • Relatório de encaminhamento do GAL.

Canais de atendimento

Todos

  • Presencial
    As amostras encaminhadas para analise pelos laboratórios de Referência da Fiocruz serão recebidas pela CRA quando estiverem em condições próprias de acondicionamento e transporte e acompanhadas de documentação pertinente. A CRA funciona 24h para o recebimento de amostras, em esquema de plantão. O endereço para entrega é Avenida Brasil,4365 - Pavilhão do INCQS. Para mais informações sobre a entrega do material, entrar em contato com o CRA pelo telefone (21)3865-5138 ou pelo e-mail: central.amostras@incqs.fiocruz.br.
O usuário deverá acessar o sistema(GAL) para conferir o resultado dos exames solicitados, no prazo estabelecido.

Canais de atendimento

Todos

  • Sistema Informatizado
    GAL (sistema Gerenciador de Ambiente Laboratorial).
Tempo estimado para realizar esse serviço
Em média
15
Dias corridos
Atualizado em: 27/08/2019
Encontre o serviço
Endereço:
Pavilhão Helio e Peggy Pereira.
Avenida Brasil, 4365 Bonsucesso
21040900 Rio de Janeiro , RJ
BR
Observação sobre horário de atendimento:
O recebimento de amostras acontece 24h, em esquema de plantão, no setor responsável.
Telefone:
(21) 2562-1751
Email:
llewis@ioc.fiocruz.br
Solicitação eletrônica


Download do serviço
Canais de manifestação
Doenças relacionadas

Voltar ao topoVoltar