Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

31/08/2006

Exposição lembra a Revolta da Vacina


Exposição lembra a Revolta da Vacina

O Centro Cultural da Saúde abriga a exposição A Revolta da Vacina - Cidadania, Ciência e Saúde até o dia 18 de novembro. No período de 10 a 16 de novembro de 1904, a população carioca rebelou-se contra a campanha de vacinação obrigatória de Oswaldo Cruz. Durante uma semana, enfrentou as forças da polícia e do exército até ser reprimida com violência. “Houve de tudo ontem. Tiros, gritos, vaias, interrupção de trânsito, estabelecimentos e casas de espetáculos fechadas, bondes assaltados e bondes queimados, lampiões quebrados à pedrada, árvores derrubadas, edifícios públicos e particulares deteriorados”, dizia a edição de 14 de novembro de 1904 da Gazeta de Notícias.

A mostra reúne diversos documentos do episódio com destaque para as reportagens de jornal e o material publicitário das campanhas nacionais de vacinação. Cientistas como Oswaldo Cruz, Vital Brasil , Louis Pasteur e outros também são lembrados na exposição, que utiliza o acervo da Casa de Oswaldo Cruz (COC). O Centro Cultural da Saúde fica na Praça Marechal Âncora, s/n.o, térreo, Centro, Rio de Janeiro, telefone: (21) 2240-5568.

A Revolta da Vacina - Cidadania, Ciência e Saúde está aberta de terça a sábado, das 10h às 17h.

 

 



 

Voltar ao topoVoltar