Início do conteúdo

27/11/2017

Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública completa 50 anos


Fonte: Ensp/Fiocruz

São cinco décadas pensando, criando e fazendo a Saúde Pública brasileira. Na próxima semana, a partir de quarta-feira (29/11), a Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) vai celebrar o aniversário de 50 anos de seu Programa de Pós-graduação Strictu Sensu em Saúde Pública, além de promover uma série de debates sobre temas relativos a educação, qualificação e saúde no contexto do Seminário de Ensino 2017. São cinquenta anos marcados por muita luta. Desde a repressão dos militares às ameaças atuais de desfinanciamento, são muitos os desafios que professores, coordenadores, funcionários e alunos enfrentaram para fazer da Ensp/Fiocruz uma referência internacional quando o tema é a produção acadêmica no campo da Saúde Coletiva. Além de homenagens e uma mesa de debates, será lançado um livreto comemorativo e um vídeo.

Formando ao longo desses anos todos centenas de mestres e doutores e produzindo milhares de teses, dissertações, artigos, além da qualificação de profissionais para atuarem no Sistema Único de Saúde (SUS), a pós-graduação da Ensp/Fiocruz tem uma trajetória que se confunde com a de muitos dos que passaram por suas salas de aula, alguns começando começando na condição de alunos para depois se tornarem também professores e referências na área. Os ex-coordenadores do programa estarão presentes para os debates e homenagens do dia 20.

Também no dia 29, na parte da tarde, será realizado um Centro de Estudos da Ensp/Fiocruz com o título Integridade em pesquisa: problemas e desafios na condução e relato de estudos científicos, realizado na sala 410 da unidade da Fiocruz, em Manguinhos, no Rio de Janeiro. 

No dia 30, às 9h, no Salão Internacional, será realizada a mesa Perspectivas para a formação humana na atualidade: desafios para o mestrado profissional, que contará com a palestra de Liliam do Valle, da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do rio de Janeiro (Uerj) e com as debatedoras Virgínia Hortale, pesquisadora da Ensp/Fiocruz, Maria de Souza Gomes, coordenadora do mestrado profissional Saúde da Criança e da Mulher no Instituto Nacional da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz), do latu sensu e da qualidade profissional, e será coordenada por Simone Oliveira, da Ensp/Fiocruz.

Às 14h, também no Salão Internacional, haverá a mesa Perspectivas da formação humana na atualidade: desafios para o Latu Sensu e a Qualificação profissional,  com a palestra de Nara Maria Pimentel, do MEC e tendo como debatedoras Milta Neide Torrez, do CDEAD, Inês Nascimento Reis, da Ensp/Fiocruz, e coordenada por Rafael Arouca, também da Escola.

Para fechar a semana de eventos, na sexta-feira (1º/12), no Salão Internacional, haverá a palestra de António Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa, que falará sobre Desafios da gestão do ensino superior em contextos de crise. Confira a programação.

 

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar