Início do conteúdo

04/12/2017

Canal Saúde divulga a programação da semana


Fonte: Canal Saúde/Fiocruz

Fique por dentro do que vai estar em pauta na programação do Canal Saúde ao longo da semana e saiba também todos os horários alternativos, para não perder nada.

Bate Papo na Saúde - Segunda-feira (27), às 9h30
Crise nas Universidades Públicas: as universidades públicas vêm enfrentando uma grave crise com os cortes do orçamento nas áreas da educação, ciência e tecnologia. A situação afeta diretamente a quantidade e a qualidade das pesquisas realizadas por essas instituições. Para entender melhor o atual panorama, no próximo Bate Papo na Saúde, o apresentador Paulo Bellardi conversa com a coordenadora do movimento Conhecimento sem Cortes, Tatiana Roque.

Horários alternativos: Segunda - 14h; Terça - 21h; Quarta - 9h30 e 14h; Quinta - 21h; Sexta - 9h30 e 14h; Sábado - 19h30; e Domingo - 18h30.

Unidiversidade - Segunda-feira (27), às 10h30
Política e Religião: a velha máxima que dizia que política e religião não se discutem deixou de ser válida já há algum tempo, não é mesmo? Mas e quando política e religião se misturam? Embora todos os grupos possam batalhar pelos seus pontos de vista dentro de uma democracia, a ideia dessa mistura não parece muito boa em um Estado laico, isso é, sem religião. Por isso, o próximo Unidiversidade vai discutir essa relação.

Horários alternativos: Segunda - 15h e 20h30; Quarta - 10h30, 15h e 20h30; Sexta - 10h30 e 15h; Sábado - 17h30; e Domingo - 18h.

Ligado em Saúde - Segunda-feira (27), às 11h
Processo Transexualizador: transexuais são pessoas que nascem com um determinado gênero com o qual não se identificam e sofrem muito com isso. Desde 2008, o Ministério da Saúde entende que essas pessoas têm o direito de adequar a imagem do seu corpo ao gênero com que se identificam e, por isso, o processo transexualizador foi incluído no SUS. O Ligado em Saúde vai falar sobre o assunto, explicar quais os procedimentos que fazem parte do processo e informar onde estão os centros habilitados para realizá-lo, além de dizer o que é necessário para fazê-lo pelo Sistema Único de Saúde. A apresentadora Marcela Morato conversa sobre o assunto com o psiquiatra do Hospital Universitário Pedro Ernesto (UERJ), Miguel Chaloub.

Horários Alternativos: Segunda - 15h30 e 21h; Quarta - 11h, 15h30 e 21h; Sexta - 11h e 15h30; Sábado - 12h30; e Domingo - 19h30.

Em Pauta na Saúde - Segunda-feira (27), às 13h
O próximo Em Pauta na Saúde vai destacar o crescimento no número de brasileiros que deixam de pagar por planos de saúde devido à crise; o estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que vai avaliar se o principal medicamento usado para prevenir o HIV apresenta interações com os hormônios usados por travestis e mulheres transexuais; e o abaixo-assinado contra a Emenda Constitucional 95, cujo número de adesões já passa das 22 mil.

Horários Alternativos: Segunda - 16h30 e 19h45; Quarta - 13h, 16h30 e 19h45; Sexta - 16h30; Sábado - 14h e 19h; e Domingo - 14h e 19h.

Programa VídeoSaúde - Segunda-feira (27), às 22h30
Lambari / Transplantes, a vida continua: o Programa VideoSaúde da próxima semana apresenta dois documentários. Lambari aborda o momento em que, passados dois anos do crime ambiental do derramamento de lama tóxica em Minas Gerais, vinte afluentes do Rio Doce seguem recebendo componentes nocivos em seus leitos, de acordo com o Ibama. O filme acompanha João de Freitas, no município de Barra Longa, que agora pesca em vão em águas barrentas. A lama levou peixes e deixou vazios afetivos na vida. Lambaris e piaos foram embora, ficou a melancolia. Já Transplantes: a vida continua, fala sobre a vida de transplantados e sobre a rotina e o trabalho da Central de Transplantes de Pernambuco, que realiza 1.700 procedimentos por ano.   

Horários alternativos: Terça - 19h; Quarta - 22h30; Quinta - 19h; e Domingo - 21h30.

Ciência & Letras - Terça-feira (28), às 9h
A Pequena Prisão: o livro do universitário e ativista político Igor Mendes, A Pequena Prisão, fala sobre sua experiência no cárcere depois de passar seis meses preso após a jornada de protestos contra a Copa do Mundo no Brasil e por melhorias na saúde, educação e transportes públicos iniciada em 2013 e que se prolongou até 2014. No próximo Ciência & Letras, o próprio autor conversa com o apresentador Renato Farias sobre o período e suas vivências no sistema prisional.

Horários Alternativos: Terça - 14h e 20h; Quinta - 9h, 14h e 20h; Sábado - 13h30; e Domingo - 12h30.

Em Família - Terça-feira (28), às 10h
Ovelha Negra: uma expressão popular para descrever uma pessoa que foge aos padrões. A ovelha negra da família pode se destacar pela rebeldia de buscar um destino diferente daquele programado para ela ou por ser um rebelde sem causa. Mas o fato é que essas pessoas geralmente têm histórias interessantes para contar. E é sobre elas e com elas o papo do próximo Em Família.

Horários alternativos: Terça - 14h30 e 20h30; Quinta - 10h, 14h30 e 20h30; Sábado - 13h; e Domingo - 17h30.

Sala de Convidados - Terça-feira (28), ao vivo, às 11h
Menos fiscalização, mais escravidão: o número de trabalhadores resgatados de situações análogas, isso é, equivalentes às de escravidão vem caindo no país. Mas ao contrário do que pode parecer à primeira vista, essa não é uma boa notícia. Segundo especialistas que atuam nessa área, como integrantes do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais e a Comissão Pastoral da Terra, a quantidade de trabalhadores salvos da escravidão tem diminuído porque a fiscalização vem caindo com a redução das verbas para o setor. O próximo Sala de Convidados vai discutir, ao vivo, a situação da exploração ilegal de mão de obra e da redução da fiscalização e do combate ao trabalho escravo no país. Não perca e participe!

Horários alternativos: Terça - 15h30; Quinta - 11h e 15h30; Sexta - 20h30; Sábado - 22h; e Domingo - 22h.

Confira toda a programação no site do Canal Saúde.

Como assistir
Televisão: canal 2.4, no Rio de Janeiro e em Brasília e 62.4, em São Paulo, na multiprogramação da TV Brasil, no Sistema Brasileiro de TV Digital (também é acessível para celulares com TV); em todo o Brasil por antena parabólica digital (freqüência 3690).

Internet: acesse o site do Canal Saúde e clique na WEB TV, na página principal (acessível por computadores e dispositivos móveis).

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar