Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Semana da Pós-Graduação Stricto Sensu do IOC debate Ciência Aberta


12/09/2019

Por: Comunicação GTCA

Compartilhar:

O Grupo de Trabalho de Ciência Aberta (GTCA) participou nesta segunda-feira, 9 de setembro, da Semana da Pós-Graduação Stricto Sensu do Instituto Oswaldo Cruz (IOC).

A sessão da manhã foi marcada por falas que repercutiram os cortes de recursos da Capes e seus impactos na pesquisa. Após uma manifestação dos estudantes, foi realizada uma roda de conversa dedicada à Ciência Aberta e participação de Vanessa Jorge, do GTCA, e Adeilton Brandão, pesquisador em biologia molecular e editor-chefe da Revista Memórias do IOC. 

Vanessa Jorge apresentou o movimento da Ciência Aberta, seus principais conceitos e debates internacionais, destacando que estudos apontam maior adesão de jovens pesquisadores à sua proposta. Para este grupo, o principal incentivo é a possibilidade de aumentar a visibilidade de suas pesquisas que, por sua vez, geram colaborações, citações e oportunidades.   

Já Adeilton Brandão compartilhou experiências profissionais nas quais reconhece que as inovações da Ciência Aberta avança no atendimento de demandas da comunidade científica, ao mesmo tempo em que a indústria editorial cria novos modelos de negócio para manter seus mercados e rendimentos. Esse é o caso do movimento pelo Acesso Aberto à literatura científica e a criação das taxas de editoração de artigos (article processing charges - APCs em inglês) como reação a queda no número de assinaturas. Outra situação relatada é o uso do formato de pré-print como estratégia para registrar a primazia da descoberta - um valor tão caro aos pesquisadores e à academia. 

O debate posterior à roda de conversa girou em torno da relação entre a Ciência Aberta e a ampliação da participação cidadã e a aplicação dos direitos autorais na abertura de dados. 

Crédito da foto: Gutemberg Brito/IOC/Fiocruz

Voltar ao topoVoltar