Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Livro eletrônico é o tema do Ciência e Letras desta terça-feira no Canal Saúde

Livro eletrônico

25/05/2020

Marcella Vieira/Editora Fiocruz e Ascom/Canal Saúde

Compartilhar:

A tecnologia a serviço da ampliação do acesso à leitura. É com essa premissa que o próximo Ciência e Letras – programa do Canal Saúde em parceria com a Editora Fiocruz – debate o espaço e a importância do livro eletrônico no cenário editorial. No bate-papo inédito, os especialistas Amanda Ramalho e Marcos Ferreira conversarão sobre o tema com o apresentador Renato Farias, em entrevista que ao ar na próxima terça-feira (26/5), às 10h.  
 
O assunto ganha ainda mais relevância em tempos de isolamento social como uma das principais formas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. A leitura e a difusão do acesso ao conhecimento científico são ainda mais fundamentais nesse contexto. Diante disso, são várias as ferramentas e dispositivos online que facilitam a conexão entre livros e leitores. 

A bibliotecária Amanda Ramalho é mestranda em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (USP) e coordena o projeto SciELO Livros, plataforma online de livros e pesquisas acadêmicas. Responsável pelo gerenciamento da produção das publicações digitais (ePUB, formato específico para livros digitais), Amanda discute o impacto das iniciativas eletrônicas de leitura na produção científica. 

Segundo a especialista, o livro digital está em constante evolução e vem sendo, cada vez mais, acompanhado de diversos recursos. “O ePUB é adaptável e é próprio para os nossos dispositivos. Assim, pegamos pessoas que foram formadas analogicamente e conseguimos seduzi-las para um novo universo, o que não significa um ‘desamor’ pelos livros físicos”, aposta Amanda Ramalho.

Uma das fundadoras do SciELO Livros, a Editora Fiocruz tem importante participação na plataforma. Atualmente, são quase 290 títulos disponíveis na biblioteca eletrônica, sendo 184 em acesso livre, em sintonia com a Política de Acesso Aberto ao Conhecimento da Fiocruz. 

➡️ Clique aqui para saber mais sobre a Editora Fiocruz no SciELO Livros.

Os números da Editora na plataforma também são relevantes.  Dos cerca de 92,5 milhões de downloads de livros na rede, aproximadamente 45,6 milhões são dos volumes da Editora Fiocruz, confirmando o interesse por pesquisas de excelência na área da saúde pública. Desde o início das operações do SciELO Livros, em 2012, a Editora lidera o ranking anual de número de acessos na plataforma.
   
Para Amanda, a Rede SciELO Livros é fundamental para mostrar, de forma mais acessível, a produção científica brasileira para todo o mundo. “Há livros da Editora Fiocruz que são acessados em diversos outros países, como Moçambique. E isso gera uma economia, já que enviar o livro para esses lugares seria uma logística bem mais cara”, exemplifica. 

Interatividade e realidade aumentada
Sócio-diretor da empresa mobCONTENT, produtora de conteúdos e experiências audiovisuais, Marcos Ferreira é graduado em Rádio e TV pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). No bate-papo, ele aborda formas inovadoras de interação com os livros e o papel das livrarias nessa nova configuração. "O livro físico pode ter alguma forma de conexão com uma plataforma digital", ressalta.
 
De acordo com o especialista, uma das formas mais criativas de lidar com os exemplares impressos atualmente são os casos de realidade aumentada, que permitem brincar e experimentar com o livro pra aumentar a experiência do usuário.

Programas inéditos 
A nova temporada do Ciência e Letras teve início no dia 5 de maio. Entrevistas com autores da Editora Fiocruz foram exibidas nos programas mais recentes: o médico epidemiologista João Baptista Risi Junior, organizador de Poliomielite no Brasil, e Vanessa Elias de Oliveira, organizadora de Judicialização de Políticas Públicas no Brasil

➡️ Clique aqui para assistir à entrevista de Vanessa Elias de Oliveira.

➡️ Clique aqui para assistir à entrevista de estreia da nova temporada.

Ao longo dos 13 programas inéditos, que serão exibidos até o final de julho, a Editora Fiocruz participará com temas diversos. Das entrevistas com autores de títulos publicados em 2019, destaque para os livros Poliomielite no Brasil: do reconhecimento da doença ao fim da transmissão; Saúde de Migrantes e Refugiados; Entre Demografia e Antropologia: povos indígenas no Brasil; Judicialização de Políticas Públicas no Brasil; Parto Natural, Parto Humanizado: perspectivas de mulheres de camadas populares e médias e a reedição de O Massacre de Manguinhos. 

Edições sobre livros digitais e desafios do mercado de livrarias também fazem parte das contribuições da Editora. Entre os programas que celebram ícones da literatura nacional, bate-papos sobre Clarice Lispector, Mário de Andrade, Hilda Hist, Patativa do Assaré e José Lins do Rego completam a temporada.        

Quando e como assistir
Além dos novos episódios nas manhãs de terças-feiras, há diversos horários alternativos para quem não quer perder nenhum programa. Confira:
✔Terças: 10h (inéditos) - 14h - 20h
✔Quintas: 10h - 14h - 20h
✔Sábados: 13h30
✔Domingos: 18h

Para ter acesso ao Ciência e Letras e à programação completa do Canal Saúde, clique aqui para saber como assistir. As entrevistas também ficam disponíveis no site especial dedicado ao programa e no YouTube oficial do canal.   

Sobre o Ciência e Letras
Fruto de uma parceria entre o Canal Saúde e a Editora Fiocruz, o Ciência e Letras fez sua estreia na programação da emissora em 2008. Voltado aos amantes de livros em geral, o programa apresentado por Renato Farias promove o encontro entre a escrita acadêmico-científica – com ênfase em assuntos ligados às diversas áreas da saúde a partir das publicações da Editora – e os temas de outros saberes, como a poesia e a literatura brasileira.

Voltar ao topoVoltar