Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Encontro às Quintas debate o papel de médicas sacerdotisas moçambicanas na assistência


01/10/2019

Fonte: COC/Fiocruz

Compartilhar:

Médicas-sacerdotisas. Religiosidades ancestrais e contestação ao sul de Moçambique (c. 1927-1988). Este será o tema da apresentação da professora da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) Jacimara Souza Santana no próximo Encontro às Quintas, da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz). Aberto aos interessados, sem necessidade de inscrição prévia, o evento será realizado no dia 3/10, às 10h, no Centro de Documentação e História da Saúde (CDHS), em Manguinhos (RJ).

Em sua pesquisa, Jacimara Souza Santana analisa o papel do grupo de médicas-sacerdotisas e médicos-sacerdotes na assistência à saúde em Moçambique e a marginalização social e o desprestígio de sua autoridade com a instalação do estado colonial português na região. A partir do uso de fontes escritas e orais, a professora da Uneb investiga as formas da interdição imposta no período de 1927 a 1988 e as estratégias utilizadas por seus membros para garantir a continuidade de suas práticas religiosas.

De acordo com Jacimara Souza Santana, a pesquisa evidencia a contribuição desses atores sociais em favor de suas associações e do reconhecimento oficial da categoria, em meio às lutas por independência e a estruturação do novo Estado. “Tais iniciativas cotidianas, somada a outras nacionais e internacionais resultaram na inclusão de seus conhecimentos nas políticas de saúde pública do país”, explica.

Encontro às Quintas

Médicas-sacerdotisas. Religiosidades ancestrais e contestação ao sul de Moçambique (c. 1927-1988)
Convidada
: Jacimara Souza Santana (Uneb)
Data: 3 de outubro
Horário: 10h
Local: Salão de Conferência – Prédio CDHS
Endereço: Av. Brasil, 4365 – Manguinhos (Rio de Janeiro / RJ)
Informações: (21) 3865-2286| E-mailppghistoriasaude@fiocruz.br

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar