Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Debate sobre ciência e favelas reunirá jovens de periferias no Fiocruz Pra Você (19/10)


16/10/2019

Assessoria de Comunicação/Cooperação Social

Compartilhar:


Exposição Manguinhos: Território em Transe no Colégio Estadual Professor Clóvis Monteiro

Alunos, participantes e egressos de projetos da Fiocruz voltados para jovens das favelas próximas ao Campus Manguinhos ocuparão o prédio histórico da Cavalariça, para o Encontro: Favela e Ciência na Fiocruz de 13h30 às 16h30, no próximo sábado (19). A atividade está sendo organizada pelo setor de Eventos e Coordenação de Cooperação Social da Presidência da Fundação, e pelo Museu da Vida (COC/Fiocruz). A Roda de Conversa contará com participação de atores sociais do Jacaré, Maré e Manguinhos.

O encontro propõe movimentar as narrativas sobre produção científica, trajetória acadêmica e as experiências de produção de conhecimento nas favelas. Jovens pesquisadores ligados à Agenda Jovem Fiocruz, ex participantes do curso de monitores e do programa Pró-Cultural do Museu da Vida, integrantes do Fórum Favela-Universidade e egressos de iniciativas promovidas ou apoiadas pela Fiocruz estão sendo mobilizados para participar. A atividade é aberta ao público.

No mesmo prédio, na Cavalariça, estarão as exposições: Manguinhos: Território em transe, fotos do Programa Imagens do Povo, e a instalação O Muro. A primeira, apresenta o bairro a partir da história social narrada por moradores usando fotografias, mapas e textos. Criada como exposição itinerante, é agenciada pelo Núcleo de Ações Territorializadas do Museu da Vida e foi financiada pelo segundo edital de projetos da Coordenação de Cooperação Social. A segunda exposição apresenta fotografias do Programa Imagens do Povo, centro de documentação, pesquisa, formação e inserção de fotógrafos populares no mercado de trabalho criado pela ONG Observatório de Favelas. O Muro apresenta instalação interativa com registros fotográficos produzidos por crianças e jovens do Jacaré, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e alude à ideia da desconstrução de muros sociais, segundo o idealizador, Hélio Rodrigues.


A instalação 'O Muro' foi idealizada por Helio Rodrigues, arte-educador na favela do Jacaré, no Rio de Janeiro, desde 2006

Em frente ao Pavilhão do Relógio, a exposição inédita Manguinhos: Quadros de um Território-Manifesto exibirá registros feitos por moradores e trabalhadores nos últimos anos. As 30 fotografias apresentam as manifestações culturais e a resistência da população de Manguinhos como expressões de vida e de saúde. A exposição foi construída com a metodologia de curadoria com participação social pela Cooperação Social da Fiocruz e Setor de Eventos da Presidência, Espaço Casa Viva/ RedeCCAP, Jornal Fala Manguinhos! e Coletivo Experimentalismo Brabo.

 

Voltar ao topoVoltar