Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz Ceará: História


A Fiocruz, vinculada ao Ministério da Saúde, tem a missão de promover a saúde e o desenvolvimento social, gerar e difundir conhecimento científico e tecnológico, e ser um agente de cidadania.
 

Em 2018, após intensas discussões iniciadas em Oficina de Planejamento com a Presidência e sucessivas reuniões chamadas Diálogos Estratégicos, a Fiocruz Ceará estabeleceu um arranjo institucional interno inovador. Com representantes nas diversas áreas temáticas e processos estratégicos transversais, conforme apresentado na figura abaixo:

A Fiocruz Ceará nasce dos entendimentos entre a Fiocruz e o Estado do Ceará, realizados em 2007 e 2008. Após várias reuniões entre o Governador do Estado, o Presidente da Fiocruz, os Secretários de Saúde e de Ciência e Tecnologia do Estado, os Vice-Presidentes e Diretores de Unidades da Fiocruz, Reitores das Universidades Federal e Estaduais do Ceará, e o Secretário de Saúde de Fortaleza, foram estabelecidos dois objetivos iniciais da Unidade da Fiocruz no Ceará:

1 – Fortalecer e qualificar a Estratégia da Saúde da Família,

2 - Estimular o desenvolvimento industrial na área da saúde.

No sentido de alcançar o primeiro objetivo, foi estruturada a RENASF - Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família, que iniciou a preparação do Mestrado Profissional em Rede em Saúde da Família. Em 2014 formaram-se os primeiros 94 mestres, em turmas localizadas nas Universidades Federais do Ceará, Rio Grande do Norte e Maranhão, na Universidade Estadual do Ceará e na Universidade Vale do Acaraú. Em 2016 formaram-se mais 128 mestres, somando-se àquelas universidades, a Universidade Federal da Paraíba e do Piauí, e a Universidade Regional do Cariri. Estão sendo selecionados mais 190 alunos, para iniciarem o mestrado neste ano.

Neste ano de 2017, foi iniciada uma turma do ProfSaúde, Mestrado organizado pela Fiocruz e ABRASCO, seguindo o modelo desenvolvido pela RENASF, dirigido especialmente para médicos interessados na Saúde da Família.

O Estado do Ceará adquiriu um terreno de 70 hectares, à margem da Lagoa da Precabura, que separa Fortaleza do município de Eusébio, para desenvolver o Polo Industrial e Tecnológico da Saúde. Doou 32 hectares à Fiocruz, instituição âncora do Polo, e o restante se destina a instituições e empresas que se enquadrem nos seus objetivos. O Governo do Estado está concluindo toda a infraestrutura do Polo, como as vias de comunicação, abastecimento de água e energia. A ADECE – Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará criou uma Diretoria específica para estimular o desenvolvimento do Polo da Saúde.

A Fiocruz Ceará deverá se instalar no Polo no segundo semestre deste ano. Estão sendo concluídos o prédio de gestão e ensino, o prédio de laboratórios, o auditório e a infraestrutura. Estão em andamento os serviços de terraplanagem para a construção do Centro Tecnológico de Plataformas Vegetais, de Biomanguinhos, que desenvolverá a produção de vacinas e biofármacos (ver maquete eletrônica).

Três grupos de pesquisadores trabalham na Fiocruz Ceará: o grupo que se dedica à Saúde da Família, outro dedicado à Saúde e Ambiente, e o terceiro à Biotecnologia.  

Voltar ao topoVoltar