Serviços 
O conteúdo desse portal pode ser acessível em Libras usando o VLibras
Início do conteúdo

Fiocruz Internacional – Edição 18, janeiro de 2019

Caso não esteja visualizando corretamente este e-mail, clique aqui
Boletim Fiocruz Internacional

Boletim bimensal do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (Cris/Fiocruz)

Janeiro / 2019
A Plataforma Tecnológica para o Monitoramento Participativo de Emergência de Zoonoses, coordenada pela pesquisadora Márcia Chame, ficou em 3º lugar na categoria Ensino, Pesquisa e Extensão do prêmio conferido pela Secretaria de Governo da Presidência da República.
Mães e outras mulheres envolvidas em cuidados diários de bebês nascidos com zika muitas vezes tiveram que largar o trabalho, abandonar projetos pessoais e enfrentar as dificuldades de um sistema de saúde despreparado para atender seus filhos.
As mudanças climáticas são a maior preocupação na área de saúde do século 21. Para monitorar esta questão, 27 instituições acadêmicas de todos os continentes, entre elas a Fiocruz, publicaram o relatório Lancet Countdown.
O evento reuniu em Salvador, entre os dias 22 e 23 de novembro, representantes de governos, empresas, universidades e potenciais investidores e teve como objetivo fortalecer os laços e estimular novas parcerias entre os países africanos de língua portuguesa.
O diretor da Agência Brasileira de Cooperação (ABC) e a presidente da Fiocruz assinaram de um Protocolo de Intenções com o objetivo aperfeiçoar e formalizar sua longa parceria no desenvolvimento de projetos de saúde.
Migrantes representam uma ameaça à população local: prejudicam a economia, disseminam doenças, são fardo para os sistemas de saúde e têm taxas de fertilidade maiores. Estes são alguns dos mitos não suportados pelas evidências científicas reunidas no relatório final da Comissão UCL-Lancet em Migração e Saúde, que teve participação da Fiocruz.
O Brasil foi representado pelo diretor do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS/Fiocruz) na reunião que constituiu a Rede de Instituições Públicas de Regulação e Inspeção do Setor da Saúde (RIPRISS), realizada nos dias 19 e 20 de novembro, na sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa.
O livro "Como e Por Que as Desigualdades Sociais Fazem Mal à Saúde", de Rita Barradas Barata, teve sua primeira edição impressa em 2009 e apresenta breves considerações teóricas sobre a temática das desigualdades sociais em saúde, apontando correntes e tendências existentes na pesquisa epidemiológica sobre o assunto.

Boletim Fiocruz International
Informativo bimensal do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz (Cris/Fiocruz), editado pela Coordenadoria de Comunicação Social da Fiocruz

Expediente Fiocruz Internacional | cancelar inscrição

 

Voltar ao topoVoltar