Início do conteúdo

12/07/2006

Parceria estudará fluxo migratório de vetor da doença de Chagas


Parceria estudará fluxo migratório de vetor da doença de Chagas

Um convênio entre o Instituto Oswaldo Cruz (IOC), uma unidade da Fiocruz, e a Universidade de Valência, na Espanha, promete aprimorar o conhecimento científico sobre a transmissão da doença de Chagas. Firmada entre o Laboratório de Sistemática Bioquímica do IOC e o Departamento de Parasitologia da Faculdade de Farmácia da universidade espanhola, a parceria utilizará ferramentas moleculares desenvolvidas em ambas as unidades de pesquisa para estudar a genética populacional de vetores da doença, com ênfase em barbeiros das espécies Triatoma rubrovaria e Triatoma sordida. A iniciativa, coordenada no Brasil pela chefe do Laboratório de Sistemática Bioquímica do IOC, Raquel da Silva Pacheco, e na Espanha pela farmacêutica Maria Dolores Bargues, marca a consolidação de uma cooperação internacional iniciada em 2005 que prevê a formação de recursos humanos e a transferência de tecnologia.

Leia mais na Agência Fiocruz de Notícias.

Voltar ao topoVoltar