Início do conteúdo

08/05/2006

Especial apresenta dossiê sobre as leishmanioses tegumentar e visceral no Brasil


Especial apresenta dossiê sobre as leishmanioses tegumentar e visceral no Brasil


A incidência das leishmanioses tegumentares é cíclica, podendo haver um número alto de registros em um ano, baixo no outro e alto novamente no seguinte. Na última década, o registro de casos confirmados tem variado entre 30 mil e 40 mil por ano, no Brasil. Segundo dados da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde, o maior coeficiente de detecção da doença se dá na Região Norte, onde ela atinge quase cem habitantes para cada cem mil. Em seguida, há as regiões Centro-Oeste, com 41,85, e Nordeste, com 26,50 casos para cada cem mil pessoas.

Leia mais na Agência Fiocruz de Notícias.

Voltar ao topoVoltar