Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Increase font size
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

Relações internacionais

A Fiocruz tem exercido, historicamente, vasta atuação internacional, estabelecendo intercâmbio com instituições de saúde e de ciência e tecnologia em diversos países, atividade que atualmente é coordenada pelo Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris).

Nesse contexto, a assistência técnica internacional prestou, ao longo dos anos, importante apoio ao desenvolvimento da Fundação. Primeiramente, numa relação Norte-Sul, dependendo da prospecção realizada por pesquisadores específicos. E, posteriormente, assumindo maior grau de institucionalização, com a participação de entidades de países parceiros e organismos multinacionais.

A Fundação mantém estreitas relações com as áreas internacionais do governo brasileiro, principalmente com o Ministério da Saúde, por meio da Assessoria Internacional da Saúde (Aisa), e com o Ministério de Relações Exteriores, por suas secretarias técnicas e pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC). Dessa forma, a Fiocruz reafirma sua posição de instituição estratégica do Estado nacional e importante protagonista do intercâmbio em saúde global.

Soma-se a isto uma série de iniciativas multinacionais que contam com a participação da Fiocruz, incluindo sua presença nos conselhos das instituições que as promovem (ONU, OMS etc.), em especial nas negociações para novas orientações políticas no período pós-2015. Ou, ainda, em reuniões internacionais, como a Conferência de Determinantes Sociais da Saúde (2011), a Rio+20 (2013) e os debates sobre os objetivos relativos ao setor da Saúde no contexto das Metas de Desenvolvimento Sustentável.

Recentemente, quando alcançou o status de economia emergente, o Brasil adotou orientação diplomática favorável à cooperação internacional horizontal. Seguindo esse movimento, a Fiocruz passou a apoiar a área de saúde em países em desenvolvimento, numa relação Sul-Sul.

A Fundação conta ainda com o reconhecimento da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS). Vale registrar que foram designados sete Centros Colaboradores da instituição na rede internacional das organizações, o que confirma sua excelência em saúde global.

nodequeue_nav_ed_pt_rela_es_internacionais
Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris)
Imagem de mapa mundi representando as relações internacionais

Órgão da Presidência criado para coordenar e apoiar a Fiocruz e suas unidades na cooperação internacional no âmbito da diplomacia e das políticas globais em saúde

Crisinforma 19
Recorte da capa da publicação

Nesta edição: rumo da cooperação internacional na Fiocruz, possibilidades de novas parcerias com EUA e discussão sobre segurança alimentar na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Produção de conhecimento
Montagem de fotos alusiva à ideia estudos internacionais

Acesse o Espaço Colaborativo do Cris (Eco-Cris) e conheça os artigos, capítulos de livros, documentos e relatórios produzidos

Especial: estudantes estrangeiros

Série de reportagens mostra os programas e convênios internacionais que permitem a presença de alunos de outros países na Fundação

Voltar ao topoVoltar