Fiocruz

Fundação Oswaldo Cruz uma instituição a serviço da vida

  • Diminuir tamanho do texto
  • Tamanho original do texto
  • Aumentar tamanho do texto
  • Ativar auto contraste
Selecione uma tarefa

Início do conteúdo

Programas de incentivo

Pesquisador trabalhando na Fiocruz

O desenvolvimento de pesquisas científicas na Fiocruz é impulsionado por programas de financiamento, que articulam investimentos por meio da publicação de editais e do estabelecimento de parcerias em diferentes formatos e com objetivos diversos, sempre alinhados às prioridades do Ministério da Saúde e do SUS. 

Programa de Apoio à Pesquisa Estratégica em Saúde (Papes)

O Papes atua como mecanismo de captação de projetos inéditos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) na base da cadeia de inovação. Seu objetivo é contribuir para a excelência na produção científica e tecnológica e para a qualificação e formação de recursos humanos em pesquisa na instituição.

A chamada de projetos é feita a partir editais públicos e os critérios de seleção valorizam o viés de inovação, a capacidade de solucionar problemas em saúde pública e o impacto para a população.

Os projetos Papes têm apoio do CNPq, são avaliados periodicamente e devem garantir que:

1. as diretrizes institucionais sejam lapidadas;

2. o projeto desenvolvido pelo jovem pesquisador seja atual cientificamente, com modelos e métodos modernos e competitivos;

3. o jovem pesquisador seja inserido em grupos de pesquisa consolidados na instituição;

4. os resultados sejam orientados para serem absorvidos ou continuados em outro nível de complexidade dentro de outro eixo deste programa seguindo a lógica da cadeia de inovação.

Mais informações:
Maria de Fátima Diniz Baptista
papes@fiocruz.br
maria.baptista@fiocruz.br
Tel.: (21) 3885-1895

Plano de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico em Saúde (PIDTS).

O PIDTS substitui dois planos de desenvolvimento tecnológico anteriores (o PDTIS, de insumos para saúde; e o PDTSP, de saúde pública) e tem como meta induzir e articular o desenvolvimento científico e tecnológico, promovendo a multidisciplinaridade, com vistas à geração de produtos, processos e serviços com impacto na saúde e no desenvolvimento econômico e social.

Sua proposta envolve quatro grandes áreas transversais do conhecimento:

- Políticas e modelos de atenção à saúde (PMA);

- Vigilância em saúde e ambiente;

- Pesquisa e ensaios clínicos;

- Insumos estratégicos para a saúde e fronteiras tecnológicas. 

Os mecanismos de financiamento de projetos nesse plano de pesquisa podem variar - sendo chamadas induzidas ou editais universais – e passam a ser mais flexíveis incluindo, quando necessário, a concessão de bolsas para Pesquisador Visitante (PV) e outros auxílios.

Veja os contatos

Voltar ao topoVoltar