Início do conteúdo

PenseSUS

Imagem da home mostra rosto de pessoa com verbetes ao redor

O site PenseSUS – A reflexão fortalece essa conquista é uma iniciativa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), desenvolvido pelo Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict). Em parceria com o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), o site foi criado para disponibilizar diferentes conteúdos sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), promovendo o debate e uma ampla reflexão acerca da política nacional de saúde no Brasil.

Tendo como referência os 25 anos do SUS, comemorados em 2013, o PenseSUS reúne conteúdos variados publicados em outros sites, bem como produz matérias inéditas, analisando a implementação e a trajetória deste sistema. Além disso, também busca disponibilizar informações sobre ações relacionadas ao SUS e à agenda de atividades do Ministério da Saúde, entendendo a diversidade do público que acessa o site, que vai desde os já conhecedores e estudiosos sobre as políticas de saúde no país, até pessoas que buscam informações gerais sobre serviços, por exemplo.

Conceitos estratégicos

Na página inicial do PenseSUS, uma nuvem com verbetes oferece uma navegação intuitiva ao usuário que, ao clicar em termos como “Integralidade”, “Participação social” ou “Saúde e ambiente”, tem acesso a uma apresentação geral e a informações complementares, a partir de conteúdos em destaque. Os verbetes que compõem o PenseSUS consistem em palavras-chave e conceitos estratégicos baseados nos princípios do SUS e presentes no contexto da saúde coletiva.

Reportagens, entrevistas, vídeos, pesquisas, artigos, recomendação de publicações e outros materiais produzidos pela Fiocruz e instituições diversas fazem parte do site, selecionados com base na política editorial em desenvolvimento e que prioriza a escolha de conteúdos que, de fato, agreguem informação para o fortalecimento do SUS.

Visite o site.

Voltar ao topoVoltar