Início do conteúdo

22/10/2015

Estudantes completam terceira disciplina integrada na Fundação


Fonte: Fiocruz Bahia

Após duas experiências de êxito com os temas Bioética e ética em pesquisa na divulgação científica, e Bioética Clínica, estudantes dos programas de pós-graduação da Fiocruz encerraram a terceira disciplina integrada, desta vez, sobre Bioinformática. Com a participação de alunos e professores do Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz (CPqGM/Fiocruz Bahia), do Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR/Fiocruz Minas), do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro, da Fiocruz Rondônia e de outras instituições parcerias, a atividade abriu as portas para novos horizontes em termos de ensino e compartilhamento de saberes.

A plataforma de Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) da Fiocruz Bahia, baseada no Moodle, norteou as aulas de videoconferência e web conferência, facilitando o acesso de alunos aos recursos do curso e recebendo críticas construtivas para o seu aprimoramento ao longo do processo. Segundo os organizadores, o encontro contribuiu de forma decisiva para viabilizar a proposta da oferta de disciplinas integradas que, no caso da Bioinformática, foi liderada por Manoel Barral-Netto, diretor da Fiocruz Bahia e Zélia Profeta, diretora da Fiocruz Minas.

Netto chamou atenção para a viabilidade do novo formato, tomado pelas disciplinas integradas, que aproveitam melhor as capacidades de cada uma das diferentes unidades da instituição e atingem também um público disperso em diferentes regiões brasileiras. A diretora da Fiocruz Minas, Zélia Profeta, também salienta que as disciplinas integradas e à distância são um avanço para a Fiocruz por permitir integração de unidades, programas de pós-graduação, professores e alunos de diferentes locais do país. “Acredito que, com o êxito que obtivemos com essa disciplina, solidifica-se cada vez mais o entendimento de que a Fiocruz é uma só”, disse.

Para mais informações, acesse a matéria disponível na íntegra no site da Fiocruz Bahia.

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar