Início do conteúdo

14/02/2017

Ensp apresenta seu Projeto Político Pedagógico


Fonte: Ensp / Fiocruz

Buscando cada vez mais estreitar laços entre docentes e discentes, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz) reformulou, entre os anos de 2014 e 2015, seu Projeto Político Pedagógico (PPP), no qual estão presentes valores e princípios que orientam a formação institucional. Segundo a Vice-diretora de Ensino da Ensp, Tatiana Wargas, o Projeto Político Pedagógico de uma escola sela o compromisso entre a instituição, professores e alunos em relação aos objetivos dos cursos ofertados por ela. "A ideia é que o PPP expresse aquilo que a instituição de ensino tem como premissa. A Ensp, enquanto Escola de Pós-graduação em Saúde Pública, precisa delimitar seu papel dentro da Pós, saber de que formação em Saúde Pública está-se falando e, principalmente, saber que tipo de formação estamos oferecendo aos nossos alunos", explicou Tatiana.

Delineado em tornos de quatro eixos – político, pedagógico, ético, epistemológico – os valores e princípios do PPP da Ensp estará disponível nas salas de aula de toda escola a partir deste mês, no sentido de incentivar que ele seja um projeto colaborativo e em constante construção. A concepção dos cartazes é manter viva a discussão do PPP e atualizá-lo a cada ano, buscando tornar prática concreta o que está enunciado no documento.

Apesar de já possuir um Projeto Político Pedagógico tácito, a escola percebeu a necessidade de construir didaticamente um documento que apontasse os valores e princípios da instituição. Para Tatiana, o PPP ajuda a pensar a escola de maneira abrangente, abarcando os diversos cursos existentes. “Com a elaboração do PPP pudemos nos questionar sobre qual saúde pública estamos falando dentro dessa casa e sobre como estamos lidando com nossos estudantes. Isso nos fez conversar entre nós e, consequentemente, nos mobilizar para conversas mais horizontais”.

Entre os valores e princípios que orientam o Projeto Político Pedagógico da Ensp estão o compromisso com a transformação dos determinantes das desigualdades das condições de saúde e com a promoção da equidade, cidadania e dos direitos sociais, além do compromisso fundamental com a dinâmica de funcionamento de um instituição pública voltada para a sociedade, cujo valor social, político e científico deve ser avaliado por sua capacidade de gerar conhecimento, formular propostas e desenvolver inovações que atendam os interesses coletivos e públicos.

De acordo com Tatiana Wargas, o objetivo é mobilizar a discussão e fazer pensar sempre o que se produz e como se produz. “Discutir o Projeto Político Pedagógico da Escola é se colocar em crítica constantemente. Não se trata de possuir um indicador de quantos alunos foram formados ao fim do ano, mas sim como e para que esses alunos foram formados”, avaliou ela.

Com base em seus eixos - político, pedagógico, ético, epistemológico – os cartazes apontam as dimensões do PPP da ENSP. A dimensão epistemológica, por exemplo, valoriza as experiências dos sujeitos na produção de conhecimento. A dimensão política reafirma o papel central do Estado na garantia do direito à saúde, em articulação com organização e movimentos na sociedade. Já na dimensão pedagógica estão a produção de espaços e experiências acadêmicas e não acadêmicas de exercício de transdisciplinaridade e de invenção tecnológica. Além da dimensão ética, que permeia todos os eixos.

Em breve a Ensp TV disponibilizará, no Canal da Ensp no Youtube, um vídeo sobre o Projeto Político Pedagógico da Escola.

No Portal Fiocruz

Mais Notícias

Mais em outros sítios da Fiocruz

Voltar ao topoVoltar