Início do conteúdo

Rede Fiocruz de Biobancos


A proposta de criação de biobancos na Fiocruz emerge da necessidade de se organizar o armazenamento e a utilização de material biológico humano com finalidade de pesquisas futuras e com o momento da exigência regulatória emanada da Resolução CNS 441/11 e da Portaria 2.201/11 do Ministério da Saúde (MS).

A Fiocruz, reconhecendo a importância e valor dos biobancos para pesquisa e validação de resultados em ciências biomédicas, pesquisa translacional em diagnóstico médico e tratamento e seu papel como infraestrutura fundamental de apoio técnico, resolve estabelecer biobancos institucionais constituídos e articulados em rede e comprometidos com o uso e transferência de amostras e informações associadas de forma aberta e transparente, visando a melhoria das informações científicas para oferecer soluções, acima de tudo, para as populações envolvidas.

Dessa forma, a Vice Presidência de Pesquisa e Coleções Biológicas (VPPCB), demonstrando seu comprometimento, instituiu por meio da Portaria da Presidência 1228/2014-PR e  986/2015-PR, instituiu os Grupos de Trabalho (GTs), composto por representantes das Unidades Técnico-Científicas da Fiocruz, para a elaboração das diretrizes que regem o armazenamento de material biológico humano em biobancos na Instituição e em 10 de junho de 2015, criou a Rede Fiocruz de Biobancos (RFBB) por meio da Portaria da Presidência 744/2015-PR.

A RFBB será composta por todos os biobancos a serem constituídos nas Unidades Técnico-científicas da Fiocruz. Os futuros biobancos da Fiocruz estão em processo de organização e formação para o credenciado junto a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP).

A RFBB é coordenada pela VPPCB e considerará biobancos institucionais aqueles que estejam em concordância com as políticas estabelecidas pela RFBB e assessoradas por esta.

O objetivo central da RFBB é estabelecer e manter biobancos estruturados em rede para dar suporte a projetos de pesquisa que sejam de benefício e de interesse da saúde pública em âmbito nacional, levando em consideração a política de CT&I da Fiocruz.

Voltar ao topoVoltar